Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / A PALAVRA É SUA

Em sua primeira manifestação pública depois de ter virado alvo de ataques diretos do vereador Carlos Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão evocou um ditado popular para tentar diminuir a temperatura na relação com o segundo filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro.

– Eu sei de todas as angústias, as perguntas que vocês querem fazer, mas é o seguinte: calma, todo mundo emite sua opinião, tal e coisa, né? A minha mãe sempre dizia uma coisa: quando um não quer, dois não brigam, tá certo? Então é essa a minha linha de ação, vamos manter a calma — declarou o vice-presidente a jornalistas na saída de seu gabinete no Palácio do Planalto, no início da noite desta terça-feira.

Ao ser indagado sobre se Bolsonaro não deveria repreender seu filho como fez na segunda-feira ao divulgar nota dizendo que declarações recentes do ideólogo de direita Olavo de Carvalho “não contribuem” para o governo, Mourão preferiu deixar a resposta a cargo do mandatário.

— O presidente é o presidente, né? Então ele tem a forma dele de pensar. Aguarda, né? Filho é filho, né? Minha filha estava aqui, pô  — disse.

Mourão, que participou pela manhã de uma reunião ministerial ao lado de Bolsonaro, disse não ter tido oportunidade de conversas sobre o assunto com o presidente, já que o encontro durou quase “a manhã inteira”.

Ainda na noite de terça-feira, o vice-presidente participou de um jantar na Embaixada da China, em Brasília, promovido pela Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban).

Autor(a): Gustavo Maia
Fonte: Jornal O Globo
Colaborador(a): Neide Fonseca

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA