Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / A PALAVRA É SUA

A DESFAÇATEZ DESSE DESGOVERNO
publicado em: 06/11/2017 por: Lou Micaldas

A desfaçatez com que esse desgoverno reajusta os preços de energia elétrica e preços de gás engarrafado, que a cada vez que compramos, vem com um novo aumento, só o torna cada vez mais e mais impopular. Os preços dos combustíveis, como gasolina e diesel então, nem se fala...

Essa da "Bandeira Vermelha parte III", é um filme que já está cansando devido ao número de sequências. Enfim, impostos, sejam disfarçados sobre os combustíveis, ou outros serviços e tarifas públicas é um verdadeiro acinte para com a população, (é o mesmo que se chutar cachorro morto) que luta com a maior das dificuldades para conseguir sobreviver a essa verdadeira onda de aumentos.

E dizer, que houve uma época em que havia um "gatilho" reajustando os salários, quando os preços subiam! Hoje é ao contrário, os preços sobem, e eles alegam que há deflação! Como pode ser isso?

As tarifas públicas, por acaso, não são computadas no índice de inflação?

Ao contrário, lá vem o ministro da Fazenda, com a história de que o salário mínimo, que já havia sido anunciado, irá sofrer um reajuste de R$ 4,00!

Ele, o ministro Meirelles, que recebe uma "baba" por mês, acha que quatro reais não são nada. Esse valor já dá para uma família pobre comprar mais de 4 pãezinhos. Esses 4 míseros reais no mês. Mas, segundo o pensamento maléfico deles, representam vários milhões para os cofres públicos.

O novo "mínimo", que já haviam decidido conceder, já era uma miséria de uma "merreca", é muito 'caradurismo' dessa equipe econômica, fazer uma coisa, que é total falta de escrúpulos!

Se a inflação, a que é manipulada por "eles", está baixando, porque ainda temos 13 milhões, (ou até um pouco mais) de pessoas desempregadas? Porque há tanta gente passando fome neste país? 4,2% de inflação? (como pode ser isso?).

Essa gente não faz compras diariamente, para avaliar a diferença de preços, de um estabelecimento para outro...

Aposentados que recebem o piso de um mínimo, e trabalhadores de baixíssima renda, que recebem também esse vergonhoso salário mínimo, é que sabem o quanto dói no bolso, quase sempre vazio com essa política de reduzir cada vez mais e mais os seus já por demais parcos ganhos...

E os trabalhadores de baixa renda, repetimos, ainda tem de ser descontados em folha para o INSS, o que reduz ainda mais seus míseros rendimentos. Quer dizer então que a saída de Dilma, que já foi tarde!, representa o que? Que substituíram seis por meia dúzia?

O seu antigo vice, agora mandatário máximo da Nação, não sabe, (ou não pode?) escolher ministros. Esse atual da fazenda, e outros que lá estão, já foram também da equipe do governo destituido... O que mudou então? A economia se recuperou, (será mesmo?) dizem eles... Mas à custa de esfolar o povo, assim até nós Michel.

Autor(a): Silvio Massarini

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA