Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / A PALAVRA É SUA

EM DEFESA DO NÁUTICO
publicado em: 20/03/2017 por: Lou Micaldas

Caros parceiros de luta em defesa do Náutico, Praça Portugal e Iracema Plaza Hotel.
 
Os prazos de posicionamento das partes em litígio nos processos judiciais que versam sobre a legalidade do EDITAL DE CHAMAMENTO EMPRESARIAL para arrendamento do Clube Náutico e da assembleia de sócios que teria aprovado tal arrendamento se encerram no início da semana subsequente à próxima.
 
Tais processos correm na 31a. Vara Cível, que sucedeu a 11a. Vara Cível em face de prevenção deste Juízo diante da 30a. Vara Cível, por onde ingressou cautelar inominada (preliminar da Declaratória de Validade da AGE) promovida pela Direção do Náutico com o propósito de garantir a realização da AGE através de liminar cautelar e confundir os Juízos quanto à pertinência da antecipação de tutela previamente concedida aos sócios fundadores para sua suspensão (da mesma AGE) em face de supostas ilicitudes presentes no processo que resultou no lançamento do EDITAL DE CHAMAMENTO EMPRESARIAL e em seu teor.
 
Pois bem, ingressou em 14/3/17 petição das empreiteiras BASE ENGENHARIA, PB CONSTRUÇÕES, BICHUCHER INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO E BR TRENDS ou da Direção do Náutico a respeito de manifestação quanto à decisão do Juízo da 31a. Vara Cível pelo ingresso dos primeiros como assistentes do segundo. Vamos conhecer autor e teor desta peça, que nos auxiliará no posicionamento quanto à decisão proferida, a qual não encontra respaldo documental nos autos com relação à apresentação de contrato entre as referidas empreiteiras e a Direção do Náutico para admitir seu ingresso no feito por serem juridicamente prejudicadas.
 
Vamos conhecer um pouco mais a respeito da BICHUCHER INCORPORAÇÃO, um dos empreiteiros que intenciona erguer um megalomaníaco "shopping center" com cerca de três a quatro torres empresariais em seu topo no lugar das históricas instalações do Clube Náutico e em absoluto vilipêndio do bem tombado e de sua área de entorno?

Tendo como seu principal líder e controlador o empresário Adolfo Bichucher, este braço empresarial do grupo se dedica ao segmento imobiliário e, em parceria com a BASE ENGENHARIA, outra empreiteira envolvida na tentativa de vilipêndio do Clube Náutico, responde pelos empreendimentos imobiliários Lumiére Residence e Essenza Residenciale Cocó.
 
Mas como o "jovem guapo" Adolfo Bichucher conseguiu se capitalizar tanto assim para ousar participar de empreendimento em plena orla marítima de Fortaleza, em extensão de terreno situado à Av. Beira Mar, detentor do maior valor por m² do Estado do Ceará se conseguir "enterrar" o preceito constitucional de direito fundamental ao patrimônio histórico de qualquer cidadão a bem de relevante valor histórico e cultural, ainda por cima tombado, como é o caso do Clube Náutico?

Vendendo sanduíche da franquia McDonald's aos brasileiros que foram empoderados através de robusta política de distribuição de renda promovida pelos recentes governos democraticamente eleitos.
O "jovem guapo" Adolfo Bichucher é hoje detentor da master franquia do McDonald's para todo o Estado do Ceará.

Considerando o histórico da Organização mundial à qual se vincula como parceiro, muito bem apresentado no filme Fome de Poder, ora em cartaz nos bons cinemas de Fortaleza, precisaremos ter muito cuidado: Ray Kroc, "o homem que roubou uma ideia e o mundo a comeu", o fez com base em subterfúgios e deslealdades em prejuízo de Dick e Mac McDonald, os verdadeiros irmãos criadores da ideia de "fast food" e do próprio McDonald's.
 
Obras em geral criam transtornos quando de sua execução, mas no caso da que recentemente ocorreu em nossa querida Praça Portugal, é importante que destaquemos o prejuízo praticamente irreversível imposto pela atual gestão da Prefeitura de Fortaleza aos quatros permissionários de bancas de revista daquele logradouro:
- A única banca que hoje funciona na Praça Portugal foi vendida pelo então permissionário Danilo, que não pôde suportar os gastos para saída e retorno ao logradouro.

- Da mesma forma, tanto o Raimundo (dono da banca que fica do lado da obra das Construtoras Fujita / Mercúrius) como o Argeu (dono da banca que fica do lado da Paróquia da Paz) só conseguiram pagar a instalação das bancas, mas não têm condições de reabri-las; o Raimundo até está com uma banquinha do lado do Shopping Avenida, mas o Argeu teria retornado a Horizonte, segundo as últimas informações disponíveis.

- Finalmente, em pior situação ficou o Jacó (dono da banca que ficava ao lado do Shopping Aldeota), que nem condições para pagar a instalação da banca mais teve, perdendo sua permissão; está recomeçando em banca que fica na Av. Pontes Vieira, próximo do cruzamento com a Av. Rui Barbosa, no bairro São João do Tauape.
Não é a primeira vez que, de forma açodada, a atual gestão municipal tem prejudicado empreendedores nas vizinhanças de obras que busca viabilizar, na ânsia de "construir" para o "bem" de Fortaleza.

No caso da Praça Portugal, faltando cerca de seis meses para as eleições municipais e sem que ninguém soubesse o nome das "bondosas" empreiteiras que doaram R$ 6 milhões para o "bem" de Fortaleza até a assinatura da ordem de serviço que permitiu o início das obras (à exceção da Construtora C. Rolim Engenharia, "magnânima empresa" que plantará 40 mil mudas no Parque do Cocó em comemoração a seus 40 anos de fundação e que teve seu nome rifado duas semanas antes pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente - SEUMA), o que se deu três dias após, a atual gestão municipal conseguiu atrapalhar a existência de pelo menos quatro microempreendedores do local.
 
A Praia de Iracema foi um celeiro de clubes sociais, entre os quais citamos o Jangada Clube.
Ficava na Av. Beira Mar, entre as Ruas Idelfonso Albano e João Cordeiro.

Seu fundador, Fernando Pinto, era o controlador da saudosa Cimaipinto, revenda Chevrolet que ficava no Centro de Fortaleza, também extinta.

Seu auge ocorreu em época que antecedeu a construção de nosso querido
Edifício São Pedro, quando havia grande frequência de boemia artística local, além dos americanos atraídos pelo empresário Fernando Pinto, que com eles faxia negócios de reposição de peças para veículos e até mesmo aviões.

Ah, que bons tempos eram aqueles à época do saudoso Iracema Plaza Hotel.
Anti mensagem da semana:
"O que se deve fazer quando um concorrente está se afogando ? Pegar uma mangueira e jogar água em sua boca" (Ray Kroc, fundador da McDonald's Corporation).
Até o próximo final de semana !
 
Aderbal Aguiar
Náutico Urgente.ECO
Celular: (85) 99600-8569
E-mails: contato@nauticourgente.eco.br / aderbal.aguiarjr@ig.com.br
WEB Page: http://www.nauticourgente.eco.br

Autor(a): Aderbal Aguiar
Colaborador(a): Zilmar Pires

 

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA