Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / A PALAVRA É SUA

O PIANO DE CALDA
publicado em: 21/09/2017 por: Lou Micaldas

Quem vive muito, como eu, vai acumulando histórias interessantes da evolução política do País.

Já fomos Império parlamentarista, república velha e república nova, ditadura Vargas que ninguém fala, parecendo que gostaram, nova república, período dos governos militares, que fizeram tanto bem ao Brasil e, agora, não sabemos como classificar o regime, pois no mundo ainda não existe REPÚBLICA DE LADRÕES, SÓ NO NOSSO País.

Quatro histórias interessantes. A primeira é do tempo do Império. Uma vaga de senador. No governo partido conservador. Logo a vaga era dele. O partido tinha interesse num político. Levou a lista tríplice ao Imperador.

Escolhido um liberal da lista. O 1º ministro reclama ao Imperador.

Resposta: E o PIANO DE CAUDA.. O fato é que o candidato tinha ido a Europa e a senhora colocou algumas coisas na cauda do piano e a alfândega pegou.

Logo D. Pedro II viu que não podia ser senador vitalício.

Revolução de 1930. Comício de alegria pela vitória. Convidado um grande poeta cearense para fazer um discurso enaltecendo os novos heróis. Palavras iniciais do poeta: “REPÚBLICA VELHA – REPÚBLICA NOVA.  CANALHAS VELHOS E CANALHAS NOVOS e o comício acabou.

Governo dos militares. Castello Presidente. O irmão funcionário faz aniversário e ganha um volks de presente. Presidente liga para o irmão: estou lhe ligando por saber que você recebeu um carro de presente pelo seu aniversário. Para início de conversa já o demiti e estou lhe ligando para saber se você devolveu o carro.

Governo republicano dos ladrões. Tudo já aconteceu e está acontecendo. A maior demonstração de roubo é um quarto cheio de dinheiro. Deve ter outros quartos, pois as autoridades não corrompidas afirmam que roubaram mais de um bilhão.

O País parado. Mudou o PGR. Passou a ser uma senhora. Pela minha experiência mulher é muito mais responsável do que homem.  Eu acredito que vem mais aperto. Começou firme.

“NÃO ESQUEÇAM: CADA UM SENTE NA SUA CADEIRA. TENTAR SENTAR NA DO OUTRO NÃO É BOM PARA O PAÍS”. É aqui que temos a grandeza da cadeia do comando e a base da hierarquia.

Nosso Exército nunca deixou de respeitar: a cadeia de comando, a hierarquia e a disciplina. Nós estamos sempre ao lado do povo.  
TEM GENTE QUE VAI FICAR ROXO DE RAIVA.
ACREDITO NA MULHER..

Autor(a): Grupo Guararapes
Fonte: www.militar.com.br/blog-de-GrupoGuararapes-209
Colaborador(a): Torres de Melo coordenador

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA