Logomarca Velhos Amigos
LITERATURA / AUTORES CÉLEBRES

WILLIAM GOLDING
publicado em: 25/10/2017 por: Lou Micaldas

Poeta também novelista, inglês, laureado com o Nobel de Literatura de 1983

BIOGRAFIA

William Golding nasceu na Inglaterra em 19 de setembro de 1911, na cidade de Santus Columb Minor.
Filho de um professor, estudou ciências naturais em Oxford e serviu na marinha britânica na Segunda Guerra Mundial. Sobre essa experiência, diria: "Qualquer pessoa que tenha passado por esses acontecimentos terríveis sem entender que o homem produz o mal como a abelha produz o mel estava cega ou louca".
Recebeu o Nobel de Literatura de 1983.
Morreu em 19 de julho de 1993 em Perranarworthal, por insuficiência cardíaca.

Obras

William publicou seu primeiro livro e grande sucesso "O Senhor das Moscas" em 1954. Nessa obra o autor contesta a teoria do "bom selvagem" de Rousseau.

Principais obras:

Poems, 1934
Lord of the Flies, 1954 (O Senhor das Moscas)
The Inheritors, 1955 (Os Herdeiros)
Pincher Martin, 1956
The Brass Butterfly, 1958 (A borboleta de bronze)
Free-fall, 1959
The Spire, 1964 (A espiral)
The Hot Gates, 1965
The Scorpion God, 1971 (O Deus-Escorpião)
Darkness Visible, 1979 (Visível Escuridão)
A Moving Target, 1982
The Paper Men, 1984 (Homens de Papel)
An Egyptian Journal, 1985
Trilogia To The Ends of the Earth - Rites of Passage, 1980 (Ritos de Passagem), Close Quarters, 1987 (Confinados), e Fire Down Below, 1989

FRASES CITAÇÕES

Aqui está um homem que entendeu bem as mulheres: 

"Eu acho que as mulheres são bobas ao fingir que são iguais aos homens, elas são muito superiores e sempre foram, tudo o que você dá a uma mulher, ela vai tornar maior, se você der seu esperma, ela lhe dará um bebê. Se você lhe der uma casa, ela lhe dará uma lar. Se você lhe der mantimentos, ela lhe dará uma refeição. Se você lhe der um sorriso, ela lhe dará seu coração. Ela multiplica e amplia o que é dado a ela, então, se você der qualquer merda, esteja pronto para receber uma tonelada de merda!" 

Opinião
Eu fico abismado com a facilidade com que pessoas desinformadas chegam a certezas, a opiniões inflamadas quando não têm qualquer base para julgarem. 

Esforço
Nenhum empreendimento humano pode ser totalmente bom... tem sempre que ter um custo. 

Loucura
Nós somos todos loucos, toda esta raça maldita. Estamos envolvidos em ilusões, delírios, confusões, estamos todos loucos e em confinamento solitário. 

Amor
Deve haver algum modo de vida onde todo o amor é bom, onde um amor não pode competir com outro mas sim acrescentar-se a ele. 

Sociedade
Existe uma desarmonia nas nossas naturezas. Não podemos viver juntos sem nos ferirmos uns aos outros. 

Ideia
Quando temos uma visão, os olhos não vêem nada. 

Homem
Eu acredito que o homem sofre de uma ignorância terrível da sua própria natureza. Eu produzo o meu ponto de vista, na crença de que ele pode ser algo parecido com a verdade. 

Mente
Eu não me consigo convencer que as minhas capacidades mentais sejam suficientemente importantes para justificar tanto o bem como o mal que começaram. 

Escrita
O maior prazer não é - digamos - sexo ou geometria. É apenas a compreensão. E se conseguires levar as pessoas a compreender a sua própria humanidade - bem, é esse o trabalho do escritor. 

Arte
A arte é, em parte, comunicação, mas apenas em parte. O resto é descoberta. 

Autor(a): William Golding
Colaborador(a): Zeca Pizzolato

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA