Logomarca Velhos Amigos
LITERATURA / CRÔNICAS

Espaço criado para a divulgação de crônicas publicadas em jornais, revistas, sites e blogs, enviadas pelos VelhosAmigos.

TU TENS UM MINUTINHO?

Era uma típica tarde de outono, a praça estava cheia. Mães empurrando seus carrinhos de bebê. Jovens passeando grudados em seus celulares...

Autor: Sérgio Clos

EU QUERIA SER...

Não queria  ser uma Martha Medeiros

Autor: Sérgio Clos

MEU AMIGO FREDO

É uma história (real) curta para uma vida longa. Começarei pelo final. Fredo nasceu em Zagreb, Croácia, tinha 84 anos quando faleceu. Faz três anos. Viveu seus últimos 20 anos no litoral norte do Rio Grande do Sul, e desses, fui seu vizinho durante dez anos. Eu era apenas veranista e ia uma vez por mês na casa. No verão permanecia mais tempo.

Autor: Sérgio Clos

UMA CARTA PARA O SENHOR TEMPO

Senhor Tempo: Resolvi escrever, pois afinal, são mais de noventa anos juntos.

Autor: Sérgio Clos

FACES VINCADAS

Agradeço ao tempo pelos vincos que me proporcionou ao longo das nossas existências, a minha e a dele. Diferente de tudo que pensamos o tempo não é só um conceito, é também um concerto e um conserto.

Autor: Sérgio Clos

MÚSICA DE QUALIDADE É A QUE FICA NA MEMÓRIA

Certa vez, assistindo ao Programa do Raul Gil, uma menina de mais ou menos 10 anos me chamou atenção pelo seu repertório musical. Ela cantava Elis Regina.

Autor: Carlos Delano Rebouças

ENVELHEÇO PARA A VIDA. PARA A ALMA, JAMAIS!

Não sou tão velho assim ou sou? Isso importa? A resposta é absolutamente simples: claro que não! O que importa não é idade cronológica, mas, sim, a idade da alma, aquela conectada ao sentimento puro do coração.

Enviado por: Valdir Quirino

COMO OS VELHOS CRONISTAS

Vou fazer uma experiência. Fazer como os velhos cronistas que sentavam na frente de uma máquina sem a menor ideia do que iam escrever. No meu caso há uma atenuante: estou lendo Rubem Braga.

Autor: Idevair Peres

NESSE CALOR?

Assim que abriu a porta do quarto, um animado Flávio viu a esposa, Carolina, estatelada na cama, com a toalha com a qual acabara de se enxugar depois do banho enrolada sobre o rosto e debaixo do ar condicionado ligado no máximo que ainda carregava consigo o cheiro do sabonete.

Autor: Antonio Tabet
Enviado por: Joana Marques

‘VOCÊ QUE FINANCIA!’

Como as crianças já tinham crescido — e a crise havia chegado —, a família de Walter abriu mão do Papai Noel generoso e passou a organizar um amigo-secreto nos almoços de Natal. Era a vez de Renata dar o presente.

Autor: Antonio Tabet

O QUINTAL

Quando uma pessoa começa a melhorar de vida, pensa logo em comprar uma boa casa. E o que é uma boa casa? É preciso um jardim e uma piscina, imaginam os pais. Eles querem para as crianças uma infância saudável, com confortos que nunca tiveram, mas não pensam no principal: um quintal...

Autor: Danuza Leão
Enviado por: Yna Beta

QUANDO UM AVIÃO CAI A GENTE CAI JUNTO....

Quando um avião cai a gente cai junto. Um avião transporta mais do que vidas, transporta sonhos. É o pai que está indo reencontrar os filhos, é a mãe que está indo buscar o sustento de sua família, são pilotos que planejam estar em casa ao jantar e a aeromoça que leva na bagagem o perfume favorito do namorado...

Autor: Felipe Sandrin:
Enviado por: Valdir Quirino

E SE A NOITE CHEGAR…

E se a noite chegar sem nenhum sonho em nosso coração, nenhum alento em nosso peito, não demos o dia como perdido. Ó não. Busquemos o sonho onde ele costuma vicejar. Tentemos encontrar alento onde brotam esperanças. Onde?

Autor: Marisa Bueloni- Pedagoga e Orientadora Educacional - marisabueloni@ig.com.br

O TIME DO CÉU

Estou triste, mas não vou falar de tristeza. Chorei, mas quero rir. Capita, descanse em paz, afinal não tinha mais pontas para você marcar mesmo. O futebol é outro.

Autor: Paulo Cézar Caju
Enviado por: Jandira Lopes

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA