Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / CRÔNICAS DA LOU

DIA INTERNACIONAL DA MULHER - BELEZA PADRÃO
publicado em: 24/09/2015 por: Netty Macedo

Podemos envelhecer sem perder a beleza. 
O Dia Internacional da Mulher deve ser festejado pelas vitórias, mas deve ser tomado como um marco para construirmos uma nova mulher, criando a nossa própria imagem livre das influências fúteis da estética padronizada, tão perniciosa à mente.

A "Terceira Idade" já é uma força reconhecida mundialmente, façamos valer nosso potencial, impondo nossos ideais e construindo a nossa moda de viver e de ser, dando ênfase aos nossos valores que não são fabricados em farmácias nem esculpidos com bisturis.

Lembrem-se, a maioria de nós é constituída daquelas "transviadas" dos tempos antigos, que derrubaram conceitos e preconceitos.

O mundo muda. 
Todos os dias são novos dias, e nós temos capacidade para nos renovar também, pois estamos mais aptas, mais esclarecidas para criarmos uma nova mentalidade e escaparmos do envelhecimento precoce.

Envelhecemos quando nos conformamos com os velhos costumes e padrões estabelecidos. 
A nossa beleza, a beleza da mulher madura, idosa, não se resume a uma pele sem rugas, nem a um corpinho bem definido.

Ninguém vai ser contra o avanço da ciência. 
A cirurgia plástica, a lipo e a dermatologia estão aí a nossa disposição e, se tivermos meios financeiros, é muito aconselhável que utilizemos todos os recursos que a medicina estética nos oferece, pra nos dar uma boa recauchutada, um trato na nossa fachada.

É fundamental estarmos conscientes de que não voltaremos no tempo. Jamais voltaremos aos 20 anos. Podemos sim conseguir uma aparência mais jovem.

Mas continuaremos a andar para frente, que é pra frente que se anda e isso significa ganhar mais anos, reconhecer que envelhecer é ganhar mais vida!

Caminhemos, pois de queixo erguido e costas eretas. Somos vitoriosas, quanto mais idade tivermos, mais orgulho devemos sentir, pois muitas ficaram pelo caminho e não conseguiram chegar onde chegamos.

Vamos valorizar a vida, valorizando nossas conquistas: a mulher lutou pela independência e venceu, está galgando postos em áreas, antes só concebíveis ao sexo masculino. Vencemos barreiras e discriminação e somos uma força produtiva, pensante no mundo atual, sem perdermos nossa feminilidade, nossa característica sedutora.

Mas precisamos vencer uma guerra que vem fazendo vítimas, pois as mais fracas se deixam abater, adoecem e até morrem pelo sofrimento da depressão causado pela perda da juventude e da suposta beleza universal, padronizada.

A guerra a que me refiro é a da imposição da sociedade, dos grandes laboratórios, da indústria da moda que cobram um tipo físico, tal qual fôssemos massas moles, manipuláveis ao bel prazer dos ditadores, dos que enriquecem as custas da nossa desmedida busca da eterna juventude e da escravidão ao protótipo da beleza.

Temos soma de vida, temos soma de experiência, temos história, temos passado, com muitas e muitas lembranças e temos o presente e o futuro com muitas e muitas promessas. O conceito de beleza mudou muito e vai continuar mudando.

Hoje, os fazedores de padrões de beleza resolveram transformar jovens que eram consideradas feias, pelas mal traçadas linhas do nariz ou da boca, de pernas finas e ossos pontudos, em beldades desfilando nas passarelas, ou posando de modelos fotográficos. Ótimo! A beleza não se limita a fórmulas imutáveis.

Ser bela é ter saúde. A perseguição da magresa leva as pessoas a doenças graves, como anorexia que é a perda do apetitite, ou a bulimia que e a fome devoradora - a pessoa come de forma exagerada, anormal e, a seguir, provoca o vômito pra não engordar. Ficam feias e podem ter um triste fim.

Vamos lutar contra as imposições, vamos induzir, meter nossa colher de pau, ou melhor, seria dizer nossa cara de pau, nas diretrizes que conceituam, que decidem o que é beleza feminina. Vamos mudar os costumes, as regras.

No Dia Internacional da Mulher, vamos dizer um não à velhice triste, frustrada, acomodada, proclamando o amor à vida, esse bem precioso. A tristeza enfeia qualquer um!

Vamos invadir as academias, as praças, as calçadas, vamos caminhar, fazer exercícios, com o objetivo definido de fortalecer nossos ossos, aumentando nossa força muscular.

Vamos sim procurar os especialistas em rejuvenescimento, buscando satisfazer nosso ego, vamos procurar objetivos de vida, vamos ser úteis dando nossa colaboração para criarmos um mundo melhor.

Vamos fazer tudo que estiver a nosso alcance cuidando do nosso corpo e da nossa mente, para que ambos nos gratifiquem com saúde física e mental que são fundamentais para a felicidade.

E a felicidade é a cara da beleza e essa não há quem possa definir.

Autor(a): Lou Micaldas

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA