Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / CRÔNICAS DA LOU

SER PAI - SER FELIZ
publicado em: 24/09/2015 por: Netty Macedo

Muitos homens crescem e continuam eternos meninões, infantis, em busca do colo materno, vivendo de fantasia, acreditando que seus sonhos serão realizados sem que eles precisem lutar pra ganhar a vida.

No “Dia dos Pais” eles ficam na expectativa de ganhar o merecido presente: cobram e fazem chantagem sentimental, afinal eles são “ Pais ”,autores únicos daquela obra de botar os filhos no mundo. Eles acreditam que o mundo lhes deve tudo! E vivem infelizes, por se sentirem injustiçados. Precisam de ajuda terapêutica pra amadurecer.

Ser pai é um trabalho árduo e contínuo, que se avoca desde que o filho nasce até que se torne adulto. Educar é tarefa pra gente que cresceu recebendo boa educação. É um círculo vicioso.

O educador transmite ao filho as regras que garantem uma boa formação para que, ao chegar à idade adultaseja capaz de cumprir com êxito as suas funções de homem e de pai, que não se resumem ao pagamento das despesas essenciais.

E sabemos que muitos não cumprem este dever! A criança é um ser em formação, que aos poucos vai aprendendo a confrontar seus desejos com os “nãos”, que a vida se encarrega de apresentar ao longo de sua caminhada!

É natural que a criança se revolte diante de um obstáculo.
Mas, aí é que entra a função do educador de mostrar a ela, desde pequena, que não podemos obter tudo que desejamos.

Se a criança aprende a encarar a realidade nas primeiras barreiras, não se sentirá tão frustrada quando as dificuldades surgirem. Ela perceberá que não é o centro do mundo onde nada é proibido. E será mais feliz, mais sociável, respeitando os direitos dos outros, controlando seus ímpetos agressivos quando contrariada e com raiva. 
Muitas vezes nos lamentamos que ninguém respeita as leis neste país e que as “leis foram criadas pra não serem cumpridas”... Mas quem não respeita as leis? A própria sociedade! A sociedade somos nós, mas na hora do sacrifício são os outros?

Muitos pais são péssimos exemplos, quando se aproveitam dos mais fracos, ou dos mais ingênuos; quando bebem e fumam, quando passam do limite de velocidade e subornam o guarda; quando bebem cerveja, dirigindo, e jogam a latinha pela janela do carro; quando adulam os seus superiores e bolam “jogadas espertas”, na frente de seus pimpolhos. 
E eles aprendem com facilidade a também se tornarem" sucesso".

O meu voto no "Dia dos Pais", e não só neste, mas em todos os dias do ano, é que os pais amadureçam, que os sumidos apareçam e se tornem homens capazes de transmitir as leis fundamentais para o convívio social, mostrando a seus filhos que , diante de um obstáculo, existem outras saídas pra alcançar algo que se queira, sem burlar as leis, sem atropelar quem está à sua frente.

A criança é um campo fértil para se plantar a semente do bem, mas também a do mal! Que você, pai, plante a do bem pra acolher uma família. Ela é o alicerce de uma sociedade mais humana!

Acerte o seu passo para criar um mundo melhor pra seus filhos e pra todos nós, onde os direitos são respeitados e ninguém é melhor do que ninguém! E seu filho precisa ser repreendido quando não obedecer as normas impostas nas relações sociais. Ele precisa reconhecer os erros e aprender a pedir desculpas. Não passe a mão pela cabeça dele, nem releve seus desvios de conduta!

Procure ser mais presente na vida deles. O pai, que mal conhece seu filho em poucos minutos de convivência diária, terá uma boa surpresa: as crianças, na sua ingenuidade, nos oferecem lições de justiça e de amor incondicional.

Se você, pai, investir um tempinho neste envolvimento paterno, provavelmente descobrirá que poderá crescer e se aprimorar através desse contato mais íntimo. E se sentirá feliz, cercado de amor e de solidariedade!

Estes sentimentos são cultivados por nós, em qualquer lugar, entre ricos e pobres, entre poderosos e subalternos.
Todos somos partes integrantes deste mundo dividido, onde muitos julgam que ser feliz é ter mais, é poder mais! Como se cada bem conquistado fosse uma recompensa e que quanto mais recompensas forem somadas, mais felizes serão um dia...

A felicidade não é um prêmio por nossas boas ações, por nosso sucesso profissional ou financeiro.

A felicidade está dentro de cada um de nós, e o momento pra ser feliz nunca será um dia... Pode ser agora, quando seus braços se encontrarem com o abraço de seus filhos, tenham eles a idade que tiverem.

RevisãoAnna Eliza Führich 

Autor(a): Lou Micaldas

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA