Logomarca Velhos Amigos
LITERATURA / CRÔNICAS

FACES VINCADAS
publicado em: 07/03/2017 por: Lou Micaldas

Agradeço ao tempo pelos vincos que me proporcionou ao longo das nossas existências, a minha e a dele. Diferente de tudo que pensamos o tempo não é só um conceito, é também um concerto e um conserto.
 
É nos acordes do passar das horas, dos dias e dos anos, nós vamos consertando e estragando tudo ao nosso bel prazer. Ele também faz as deles. Vai produzindo e registrando em nossas faces o relatório da vida. Cada sulco uma história, ou várias.
São felicidades, tristezas, desilusões, frustrações, alegrias, teimosias, grandes sorrisos, boas gargalhadas, belos choros, grandes gritos e cantorias. Tudo isto entalhado cuidadosamente sobre a face belamente envelhecida como rios sulcados no chão da nossa jornada. 
 
É o inequívoco retrato do tempo e dele sempre haverá orgulho. Cada ruga foi um riacho navegado pelas dúvidas e incertezas. Sempre nasce no sopé dos olhos que vislumbra a paisagem da vivência e escorre face abaixo abrindo caminho na derme para tristeza de poucos e alegria de muitos. Felizes daqueles jovens de faces angelicais de pintura renascentista que ousarem ter uma face vincada pelo tempo. Entenderão do que se trata. 

Autor(a): Sérgio Clos

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA