Logomarca Velhos Amigos
LITERATURA / CRÔNICAS

UMA NOITE INESQUECÍVEL
publicado em: 01/10/2017 por: Lou Micaldas

Era uma quarta-feira à noite. As estrelas iluminavam o Morumbi lotado. A data não poderia ser mais marcante 12-12-2012. Ao entrar nas arquibancadas, pessoas gritavam loucamente os nomes dos jogadores. Bandeiras dançavam, pintando o Morumbi de preto, vermelho e branco. Era a final da Copa Sulamericana de Futebol. 
Finalmente, eu, meu irmão e meu pai fomos ver o São Paulo ser campeão. 

Pegamos o carro e chegamos num mar de carros. Já imaginava a multidão gritando “São Pauloooo”. A emoção já tinha tomado conta de mim. Meu coração estava batendo 200 vezes por minuto.
 Bola rolando para São Paulo e Tigres. Entre chutes e grandes defesas, comíamos esfihas e sorvetes. Aos 22 minutos, o Morumbi explodiu, gol do São Paulo. A partir daí o jogo ficou quente e mais violento. E aos 27 minutos, outro gol do São Paulo. O São Paulo colocou o último prego no caixão dos mexicanos. O jogo que era pra ser de futebol virou luta livre.

Dribles e passes foram substituídos por chutes e cotoveladas. E o juíz apitou... fim do primeiro tempo. São Paulo 2 x Tigres 0 com muita confusão e empurra-empurra.
No intervalo do jogo, era tensão total no Morumbi. O São Paulo já estava em campo para o segundo tempo, mas o Tigres não voltava.

 E depois de alguns minutos, o microfone do estádio gritou: São Paulo campeão! O time do Tigres não voltou para o segundo tempo. O time não voltou, eles levaram uma surra dos seguranças do São Paulo. Isso era uma “vingança”, pois o Tigres bateu nos jogadores do São Paulo no meio do jogo...

São Paulo campeão, mas havia uma coisa surpreendente e engraçada para acontecer... Depois que entregaram a taça, um homem queria abraçar os jogadores. Então esse homem “voou” e caiu uns vinte metros da arquibancada para o tablado da tribuna. Nesta hora a torcida ficou quieta...
 E depois de uns minutos desacordado, ele levantou e, nesta hora, a torcida explodiu, igual quando o São Paulo fez um gol. 

Esse homem renasceu das cinzas e pulou de novo, só que desta vez pulou no gramado mas calculou mal e caiu no corrimão de ferro. Nesta hora pensamos que ele tinha morrido, pois caiu de lado e provavelmente quebrou alguma costela.
Ficou desacordado por uns 7 minutos e quando levantou, a torcida veio ao delírio.
Correu para a glória, manco, sonhou em abraçar os jogadores... nesta altura apareceram policiais por todo o lado e formou-se um “bolinho” de policiais por cima do torcedor.

O sonho acabou. O Morumbi caiu na gargalhada.
 Foi muito emocionante ver os jogadores levantarem a taça. Mas mais emocionante ainda foi porque estava com minha família. Essa foi uma noite inesquecível.
 Leonardo Cotelo Sanchez – 7°

Autor(a): Leonardo Cotelo Sanchez (13 anos)
Fonte: www velhosamigos com br
Colaborador(a): Zeca Piz

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA