Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DATAS ESPECIAIS

DIA DAS MÃES - SEGUNDO DOMINGO DE MAIO
publicado em: 26/11/2015 por: Netty Macedo

PARA O DIA DAS MÃES

Quando eu, pequenino, no berço chorava,
E tanto gritava fazendo escarcéu,
Quem é que me vinha e o leite me dava
Cheiroso, gostoso, mais doce que o mel?
- Minha mãe! -

Bebê já crescido e já de gatinhas,
Ou andando na casa a fazer traquinadas,
Quem é que de braço estendido me vinha
Salvar-me das quedas e das cabeçadas?
- Minha mãe! -

Depois, maiorzinho, se andava em diabruras,
E todo esfolado me punha a chorar,
Quem é que me dava remédio e ataduras
E boas palmadas pra eu me curar?
- Minha mãe! -

E hoje, na escola, menino crescido,
Quem é que me ajuda e me toma a lição,
Me ameiga e acarinha se estou bem sabido,
Me puxa as orelhas se sou mandrião?
- Minha mãe! -

Quem é que me guia, me aguenta e me atura,
Faz tudo por mim sem retribuição,
Me beija e me bate com tanta ternura,
E me chama "o querido do seu coração"?
- Minha mãe! -

E eu? Malcriado, garoto vadio
Que teimo, que brigo, que vivo imundo,
Que tanto a aborreço, desgosto, arrelio.
Quem é que eu mais amo aqui, nesse mundo?
- Minha mãe!-

Autor(a): Magdalena Léa
Fonte: Do livro "A Criança Recita"

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA