Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DATAS ESPECIAIS

JUNTOS CELEBRANDO A MULHER
publicado em: 06/03/2017 por: Lou Micaldas

No mês de março, ocasião em que as atenções são voltadas para a mulher, pensamos ser oportuno, em breves palavras recordar como foi seu ingresso no Rotary International.

Passaram-se 84 anos desde a criação de R.I. (em 1905, em Illinois, Chicago; E.E.U.U. por Paul Harris) para que o Conselho de Legislação fizesse a mudança nos Estatutos, substituindo na frase “será integrado por pessoas do sexo masculino”, a expressão “do sexo masculino”, por “será integrado por adultos”.

Foi no ano de 1989.

No Brasil, o Rotary Club do Rio de Janeiro, Decano dos Clubes Rotários nos Países de Língua Portuguesa, foi criado em 1923, portanto 18 anos depois.

As primeiras mulheres que lá em ingressaram foram, Brigitte Barreto, Chaja Ruchla Schulz (Rachel) e Dora Martins de Carvalho em 27/09/1989.

Abriram-se, então, a partir daí, as portas para que a mulher se tornasse rotariana.

Ficando também evidenciado o reconhecimento e dignificação dela como elemento unificador. Dando a ela liberdade para ser, e vazão às suas potencialidades.

Nosso pensamento volta-se com emoção e profunda gratidão, para todas aquelas que lutaram obsessivamente por esta causa.

E nossa homenagem concentra-se na pessoa de Eugênia Hamann, brasileira, esposa de Christiano Hamann, sócio representativo do R.C. do Rio de Janeiro, que nos idos de 1934, época em que a mulher não tinha expressão na sociedade, lançou, através de carta, “Um brado – Porquê Paul Harris?” questionando a presença feminina em Rotary.

Ainda hoje, em pleno século XXI, não só no Brasil, como em outros países, há clubes que não permitem associadas em seus quadros.

Gostaríamos de lembrar que, a mulher, sendo cúmplice de seu esposo, com naturalidade, atuava nos bastidores, de forma invisível.

Hoje ela tornou-se visível.

Apresentamos alguns dados estatísticos após rápida pesquisa.

Rotarianas no mundo – em torno de 259.907

Rotarianas no Brasil – em torno de 13.147

Governadoras de Distrito no Brasil – em torno de 42

A 1ª Governadora de Distrito do Brasil foi Adélia Antonieta Villas, 1998/1999, associada do RCRJ Guanabara, Distrito 4570.

A 1ª Presidente do R.C. do Rio de Janeiro, Christa Bohnhof-Grühn (2001-2002).

E para terminar, queremos revelar que é um privilégio para nós, mulheres, termos conquistado a oportunidade de convivermos com gentis, amáveis e educados companheiros.

Procurando lidar com as diferenças, exercitando o diálogo, compartilhando em todos os momentos, de mãos dadas, unidos através desta parceria saudável, respeitosa, criativa, inteligente e amiga, lutamos juntos incansavelmente em busca dos objetivos de Rotary,

desenvolvendo projetos importantes e produtivos com excelentes resultados.

Somos felizes.

Estamos todos de parabéns.

Fonte: CDPI Rotary Brasil e R.I.

Comp. Maria Regina de Andrade Corrêa da Camara

Associada do RC do Rio de Janeiro desde 1994

Autor(a): Comp. Maria Regina de Andrade Corrêa da Camara
Colaborador(a): Maria Regina de Andrade Corrêa da Camara

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA