Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DATAS ESPECIAIS

O USO DO VÉU NO IRÃ
publicado em: 19/11/2015 por: Netty Macedo

Iranianas comemoram o Dia Internacional da Mulher lutando por seu direito de retirar o véu.

"Nós estamos presos em uma inescapável malha de reciprocidade, atados em uma face singular do destino. O que quer que afete alguém diretamente, afeta a todos de alguma forma."
Martin Luther King

No dia 8 de março, quando se comemora o centenário do Dia Internacional da Mulher, uma parcela das mulheres do Irã, num ato público, demonstram os anseios de parte da população feminina do país que se sente oprimida e sem autonomia com a obrigação de se cobrirem com o véu.

Esta movimentação surgiu na Internet e encontrou manifestações de solidariedade pelo mundo afora.

Não desejamos com isso nos manifestar contra o véu islâmico. Somos a favor do direito feminino de escolher usá-lo ou não. Reconhecemos o direito à escolha como um direito humano fundamental. No entanto, as mulheres do Irã são obrigadas, independente de seu credo religioso, ao uso do véu.

Ao contestarem essa obrigação, muitas são presas e até condenadas à morte. Queremos Liberdade de escolha para as mulheres no Irã.

Ao longo da história do Irã, a antiga Pérsia, o uso do hijab, véu que cobre as mulheres em países islâmicos, definiu uma forma de proteger a honra da mulher de ataques masculinos. Mas durante a dinastia do Xá Mohammad Reza instituiu-se de forma impositiva o não uso, fato modificado no atual regime iraniano, após a Revolução Islâmica em 1979. Desde então as iranianas são obrigadas a usarem o véu.

A obrigatoriedade do uso do véu no Irã transcende a dimensão cultural, porque é uma imposição estatal, revelando um uso do poder sobre a mulher, suprimindo sua possibilidade de autonomia e atropelando o direito de livre expressão de sua individualidade.

Há no Iran mulheres que defendem o uso do hijab, mas aquelas que não desejam usá-lo não têm direito a liberdade de escolha a respeito disto. Estas mulheres desejam o direito a não violência nas ruas àquelas que decidem não usar o véu. Ainda hoje no Irã as mulheres são espancadas, violentadas e presas quando são vistas sem o véu em público. É uma forma de expressar seu descontentamento com a opressão que as mulheres vivem hoje no Irã, mostrada em filmes, livros e internet, entre outros.

Autor(a): Frente Pela Liberdade no Iran
Colaborador(a): Assessoria de Imprensa: Lia Bergman ; Flávio Rassekh e Eduardo Piza Gomes de Mello.

 

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA