Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DATAS ESPECIAIS

QUEM ME ENSINOU A FAZER UM BARQUINHO?
publicado em: 24/07/2017 por: Netty Macedo

Barquinhos de papel da minha infância,
Que singravam as águas ao soprar de minha boca,
Logo soçobravam, ficavam ensopados
- Ah, que felicidade eu sentia por coisa tão pouca! 

Tantos barquinhos fiz; e o encantamento,
De ser criança era tão latente,
Hoje tenho saudade de tudo que se foi,
Queria ser criança novamente.

Foi meu pai quem me ensinou um dia,
Como fazer esses barquinhos de papel.
E esse homem que sempre foi a minha força,
Partiu... deixou saudade... está no céu!

Sempre que vejo na água esses barquinhos,
Crianças como eu fui um dia, a soprá-los.
Não sabem, meninos, o quanto são felizes,
Tendo um pai, amoroso, a guiá-los.

As crianças velejam alegres, os barquinhos,
Felicidade dobrada num simples papel,
Brinquem agora ainda, enquanto é tempo,
Pois um dia os pais partem pro céu!

Autor(a): Mirian Warttusch

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA