Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / DE AMIGOS PARA

DOCE SAUDADE
publicado em: 13/09/2017 por: Lou Micaldas

Sempre que leio teus versos tão sensuais,
Com pitadas de uma fêmea provocante,
Sou tomado por impulsos bem pontuais,
De quem quer ficar contigo a todo instante.
 
Meu Deus, que doce saudade vem à mente,
Dum passado que faz meu sangue ferver!
Esmoreço ao ver que não estás presente
E que teus lábios jamais poderei ter.
 
Na lembrança, nossos píncaros de amor,
Quando tudo tinha clima divinal.
Paixão mútua, embevecida, no esplendor;
Uma vida linda a dois, farta e fatal.
 
Que saudade de teu tímido sorriso,
Dos cabelos tão sedosos, cor de mel;
São detalhes a afetar meu bom juízo,
Em virtude da distância tão cruel.
 
Dependente, agora sou de tua poesia;
Ela é a fonte desta tão doce saudade.
Sentimento que aparece a cada dia,
Qual um sonho preso na felicidade.
 
Ógui Lourenço Mauri
Catanduva (SP), 03 de julho de 2010.
(Reescrito em 19/03/2016)
 

Autor(a): Ógui Lourenço Mauri

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA