Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DICAS DE BELEZA

POR QUE DEVEMOS LEVAR NOSSO KIT MANICURE NO SALÃO DE BELEZA?
publicado em: 03/01/2020 por: Lou Micaldas

Nem toda manicure vê com bons olhos quando a cliente chega ao salão de beleza com seu kit contendo alicate, espátula, lixa e palito para fazer as unhas. O fato é que essa atitude tão simples pode prevenir tanto a profissional como a cliente de contrair micoses, hepatites, aids e até sífilis. 

A hepatite é transmitida pelo sangue contaminado que pode estar presente em alicates de unhas e em outros utensílios da manicure. Para impedir a doença, além de cada mulher usar seu próprio material, as profissionais devem seguir algumas recomendações básicas de higiene.

Caso o salão opte pelas bacias, é fundamental que elas sejam lavadas com água e sabão e que o revestimento plástico seja trocado a cada cliente. Outra atitude que afasta riscos à saúde é a manicure sempre lavar as mãos antes e depois de cada procedimento e usar luvas de borracha descartáveis. Em alguns locais, as manicures usam até máscara.

Para as mulheres que usam o material do salão de beleza, a dica é checar se o local esteriliza todos os instrumentos de metal em autoclave ou estufas naquelas embalagens que a profissional abre na sua frente. E atenção! Fornos elétricos não esterilizam materiais de metal.

A decisão de ficar com as unhas bonitas pode custar muito caro, por isso monte seu kit e frequente salões com boas práticas de higiene.

Você sabe o que é hepatite?

A hepatite é caracterizada por uma inflamação no fígado e costuma não apresentar sintomas. Por isso, muitas vezes quando diagnosticada, ela já está em estágio avançado.

Embora as hepatites sejam provocadas por cinco tipos de vírus diferentes (A B, C, D e E), as mais comuns são as três primeiras. O tipo A acomete principalmente crianças e jovens já que a transmissão se dá pela ingestão de água e alimentos contaminados, mas o organismo por si só é capaz de eliminar o vírus e a chance de cura é de 100%.

Já as hepatites B e C são mais comuns em adultos porque as formas de transmissão acontecem por meio de contato sexual, transfusão de sangue, via placenta da mãe para o bebê, compartilhamento de agulhas, seringas e materiais cortantes, como alicates de unha e barbeador. Os tipos B e C são a causa mais comum de cirrose hepática e câncer de fígado.

A hepatite C é considerada a mais grave, pois não há vacina.

Autor(a): Redação Tasabendo
Colaborador(a): Olga Queiroz

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA