Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / DICAS DE BELEZA

TCHAUZINHO!
publicado em: 11/08/2017 por: Lou Micaldas

Conhecido como o músculo do "tchau", o tríceps pode ser fortalecido e delineado para que não fique balançando depois do adeus.

Localizado na parte superior do braço, entre a axila e o cotovelo, o tríceps é um músculo que entrega a idade, os quilos a mais e a preguiça.

A região balança ao menor movimento pela falta natural de tonicidade, propensão ao acúmulo de gordura localizada e também pela ação da própria gravidade.

Para manter o braço firme, o ideal é tonificar o músculo com exercícios. A região ganha volume e a flacidez diminui. Algumas vezes é preciso recorrer à cirurgia plástica para corrigir o excesso de pele.

A lipoaspiração e outros métodos ajudam a eliminar a gordura localizada. Antes dessas intervenções, é recomendado fazer pelo menos três meses de exercícios para garantir melhores resultados e corrigir apenas o que não foi possível eliminar naturalmente. "Se a gordura da região for removida, mas o músculo não estiver tonificado, acaba sobrando pele. Para preencher esse espaço, será preciso trocar gordura por musculatura", diz Norma Porfírio, dermatologista e diretora da Sociedade Brasileira de Medicina Estética.

Luta contra a gordura

Para eliminar grande quantidade de gordura localizada e obter resultados mais duradouros, a lipoaspiração é uma opção eficaz. A não ser que haja aumento excessivo de peso, a gordura removida pelo método não volta mais.

Com anestesia local, são feitos pequenos furos na axila, por onde passa a cânula que irá aspirar a gordura. O procedimento leva cerca de 20 minutos de cada lado e a paciente volta para casa no mesmo dia.

Para eliminar riscos de infecção e lesões graves, a lipoaspiração deve ser feita em ambiente cirúrgico e por médico habilitado. "A região das axilas tem nervos e vasos importantes, que não podem ser afetados", alerta Luiz Carlos Martins, presidente da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica Estética.

No pós-operatório, a região é comprimida com esparadrapo elástico por cinco a sete dias, para evitar inchaços e equimoses. Atenção: se a flacidez local for grande e o método, feito de modo incorreto, a pele do braço pode ficar com ondulações difíceis de ser eliminadas.

Outra arma para eliminar gordura, mas em pequena quantidade, é a injeção de Lipostabil (nome comercial) ou fosfatidilcolina. A substância, utilizada durante anos para dissolver a gordura do sangue em vítimas de acidentes, mostrou-se eficaz também em tratamentos estéticos. O produto é injetado com agulhas na camada mais profunda da pele. Os resultados do tratamento dependem do metabolismo da paciente, mas, de maneira geral, aparecem depois de cinco sessões, que são realizadas uma vez por semana. "Esse procedimento não é para emagrecer, apenas ajuda a dissolver a gordura localizada, não geral", alerta a dermatologista Norma Porfírio.

As picadas são suportáveis, mas depois de algumas horas é comum sentir dor ou um grande incômodo, que pode durar vários dias. A região tratada costuma ficar inchada por cerca de uma semana. Para evitar dores, riscos de manchas e infecção, é importante tomar banho e praticar exercícios somente três horas depois das injeções e não aplicar creme ou qualquer produto na pele nas primeiras 12 horas. O sol também está proibido durante as aplicações. Como complemento a esse tratamento, recomendam-se a endermologia, um método que combate a gordura localizada, e a celulite via pressão e sucção profunda da pele.

Outra opção é a mesoterapia, também com injeções, mas nas camadas superficiais da pele. Praticar atividades físicas regularmente tonifica a musculatura e prolonga os resultados.

Sem sobra de pele

Se o fortalecimento muscular não preencheu o espaço provocado pela flacidez da pele ou pela retirada da gordura, pode-se recorrer a uma cirurgia chamada Técnica de Avelar, indicada apenas para pequenas quantidades de pele excedente. Com anestesia local, é feito um corte superficial, em formato de meia-lua, nas axilas. A paciente é liberada no mesmo dia e deve permanecer com curativo por três a quatro dias sem movimentar o braço, seguido do uso de malha elástica por três semanas.

Deve-se evitar sol nas primeiras três semanas. Logo depois do tratamento a região fica vermelha e irritada. Depois de seis meses, um fino risco branco permanece como cicatriz. "Essa cirurgia é para aquelas 'papadinhas'", diz o cirurgião Luiz Carlos Martins. Pessoas que emagreceram entre 30 e 40 quilos e ficaram com muito excesso de pele precisam de uma cirurgia mais invasiva.

Esforço concentrado

Em casa

Este programa, com pesos, deve ser feito duas vezes por semana, respeitando-se o nível de condicionamento de cada uma. Normalmente, depois de quatro semanas de prática regular dos exercícios, já se pode passar para o próximo nível.

Nível 1 - para quem não faz exercício há muitos anos.
Nível 2 - para quem já fez musculação, mas está parada no momento ou começou há um mês.
Nível 3 - para quem faz musculação há pelo menos dois meses.
Atenção: em todos os exercícios, deve-se contrair o abdômen para proteger a região lombar e descansar 40 segundos entre as séries.

Extensão vertical

Sentada, pés e joelhos unidos, costas apoiadas no encosto, braço para cima, estendido na lateral da cabeça, o outro braço relaxado sobre a perna. Segurando o peso, inspirar, flexionando o antebraço para levar o peso atrás da nuca. Voltar à posição inicial e expirar no final do movimento. Repetir. Importante: mantenha o braço junto à cabeça, sem afastá-lo.

Nível 1 - 2 séries de 15 repetições cada, com peso de 1 kg
Nível 2 - 3 séries de 15 repetições cada, com peso de 2 kg a 3 kg
Nível 3 - 4 séries de 12 repetições cada, com peso de 3 kg a 5 kg

Extensão alternada

Em pé, tronco inclinado à frente, mantendo as costas retas. Pernas levemente flexionadas, afastadas, uma na frente da outra. Um braço apoiado no joelho e o outro na horizontal, ao longo do corpo, com o cotovelo flexionado. Sem movimentar o braço, inspirar e estender o antebraço. Depois, expirar, voltando à posição inicial. Repetir.

Nível 1 - 2 séries de 15 repetições cada, com peso de 1 kg
Nível 2 - 3 séries de 15 repetições cada, com peso de 1,5 kg a 2,5 kg
Nível 3 - 4 séries de 12 repetições cada, com peso de 3 kg a 5 kg

Repulsão

Apoiar as mãos na beira de um banco fixo ou cama na altura do joelho. Tronco afastado da cama, joelhos e pés unidos e corpo sem apoiar na cama. Inspirando, flexionar os antebraços, estendendo-os em seguida. Expirar no final do movimento.

Repetir.

Obs.: Quanto mais afastados ficarem os pés do banco ou cama, maior será o esforço.

Nível 1 - 2 séries de 10 repetições cada
Nível 2 - 3 séries de 12 repetições cada, com os pés mais afastados do banco ou cama Nível 3 - 4 séries de 12 repetições cada (aqui, os pés podem ficar apoiados em um banco e as pernas paralelas ao chão)

Uma força a mais

Os aparelhos de eletroestimulação (como S1-Slimming, F1-Firmming, Sculpteur, Ionto-Lift, SMS, Fisiotron) são uma boa opção para complementar os exercícios.

Através de eletrodos colocados sobre a pele, descargas elétricas são transmitidas para a região, contraindo e relaxando os músculos, tonificando-os. O incômodo dos estímulos elétricos diminui ao longo das sessões, à medida que o corpo se acostuma com os pequenos choques. Dependendo do estado da musculatura, os resultados podem começar a ser percebidos entre 10 e 20 sessões (2 vezes por semana).

Autor: Marcia De Mitri
Fontes: Luiz Carlos Martins, cirurgião plástico, presidente da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica Estética; Norma Porfírio, dermatologista da Clínica Visus e diretora da Sociedade Brasileira de Medicina Estética; Paulo Marcelo Corano, personal trainner do Projeto Acqua e da Academia Triathlon; Soraya Canelhas, diretora da Clínica Visus (SP);Valéria Aprobato, professora da Fórmula Academia

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA