Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / DROGAS, ETC

VOCÊ SABE O GOSTO DO TOMATE?
publicado em: 08/08/2017 por: Lou Micaldas

O céu estava escuro, apesar de ser apenas dezoito horas e quinze minutos. Chovia torrencialmente e Pedro debaixo de uma marquise, protegia-se do vasto temporal. O prédio onde se encontrava possuía duas lojas, uma de tecido e outra de brinquedos. Ambas fechadas.

Fumante inveterado Pedro colocou a mão nos bolsos do capote e de sua calça procurando um cigarro para saciar seu desejo incontido causado pelo vício, companheiro de tantas noites mal dormidas.
Meu Deus, lamentável, Pedro não tinha um cigarro sequer para "pitar". Era como se fosse uma doença entranhada. Sua boca secara e sua mão tremia constantemente, olhando para o chão procurando uma "guimba" que fosse para saciar seu louco desejo.

Ah! que bom! Exclamara Pedro. Avistara uma padaria do outro lado da avenida, que mais parecia um córrego devido à corredeira causada pela chuva torrencial. Avenida de mão única, suas duas pistas separavam-se por um canteiro central, onde árvores dançavam ao ritmo do vento, num vai e vem de seus galhos fragilizados por tamanha intempérie.
 
Pedro resolvido - o que ele não faria por um cigarro - tomou fôlego e "mergulhou" no asfalto da larga avenida almejando alcançar rapidamente o outro lado, não percebendo que justamente naquele momento descia à esquerda, em sua direção, um caminhão que devido à tempestade o motorista dobrara a atenção ao volante, e quando avistou Pedro na sua frente, pisou no freio e desviou o veículo para direita, levantando uma marola causada pela torrente, assustando Pedro, que se precipitara para frente caindo ao chão vendo estarrecido, aquelas poderosas rodas passarem a pouquíssimos centímetros de sua perna.

Levantou-se, suas pernas tremiam e Pedro tomado por uma angustia indescritível, olhou para o caminhão que ia já adiante.

Olhou para a padaria, olhou para ambos os lados da avenida, e naquele exato momento tomou a maior e melhor decisão que poderia tomar em sua vida. Deixaria de fumar.

Já se passaram 10 anos e Pedro toda vez que vê alguém fumando, conhecido ou não pergunta: - Você sabe o gosto do tomate? - e já respondendo sua própria pergunta, diz: - eu sei. Não preciso colocar sal nem alho pra saber o gosto que o tomate tem. Você com certeza não sabe. Você fuma ué!

Autor(a): Gilberto Cyrillo Pinho da Costa

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA