Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / FIQUE POR DENTRO

Foto: Corpo de Bombeiros de Mato Grosso / Divulgação

Uma cena de sensibilidade no meio da tragédia. Um bombeiro foi flagrado dando água a um filhote de tatu encontrado no meio da mata devastada por incêndio no Mato Grosso.

Os bombeiros periciavam uma fazenda atingida pelo fogo, entre os municípios de Nova Mutum e São José do Rio Claro, a 269 e 325 km de Cuiabá, quando viram filhotes de tatu vindo na direção deles.

O bombeiro que aparece na foto – tirada na última sexta, 16 – é o sargento Pedro Ribas Alves. Ele pega o pequeno tatu para que fique em pé e possa tomar a água.

“Primeiro oferecemos água de uma mochila de hidratação e ele não tomou. Demos um banho nele e depois usamos um copo. Ele aceitou e começou a tomar água”, contou capitão Eraldo Moura ao G1.

Os animais eram um dos poucos sinais de vida em uma área de 766 hectares que foi devastada por um incêndio no dia 18 de julho.

“Essa área foi devastada. Um fio de cabo de alta-tensão caiu no pasto e pegou fogo em toda a área. Agora, o gado está sem pasto e é alimentado por ração”, explicou o capitão.

Sensibilidade

A cena, para o bombeiro, demonstrou um sinal de sensibilidade por parte dos militares.

Eles já tinham assistido vídeos de tatus bebendo água oferecida pelos humanos.

“Não fizemos isso para aparecer, foi uma questão de humanidade”, resumiu o militar.

Os bombeiros se ‘despediram’ e, quando iam embora, viram que outros filhotes de tatu também estavam perto do local onde os primeiros apareceram.

“A forma do tatu se esconder é se enfiar na terra. Dependendo do incêndio, ele acaba morrendo. Encontramos pássaros queimados e outros animais que não conseguiram fugir”, lembrou o capitão.

A equipe fará um laudo que ajudará a identificar as causas do incêndio onde os tatus foram vistos.

Fonte: G1 / Sonoticiaboa

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA