Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / FIQUE POR DENTRO

GOOGLE LANÇA EXPOSIÇÃO ONLINE DE CASA ONDE ANNE FRANK MOROU
publicado em: 12/06/2019 por: Lou Micaldas

Anne Frank aos 15 anos - Anne Frank é autora de um dos diários mais famosos da literatura

Mostra foi lançada nesta quarta-feira (12), data em que a alemã completaria 90 anos

Em parceria com a Fundação Anne Frank, o Google Arts & Culture lançou nesta quarta-feira (12) – data em que a alemã completaria 90 anos – uma plataforma que permite uma visita virtual à casa onde a família de Anne viveu em  Amsterdã, na Holanda, antes de se esconder durante a Segunda Guerra Mundial.

Por meio da tecnologia Street View, recurso que permite vistas paranômicas de diversas regiões do mundo, a exposição online permite um passeio pela residência onde a autora de um dos diários mais famosos da literatura morou.

Alugada para a Fundação Holandesa de Literatura desde 2005, a casa da família Frank funciona como abrigo para escritores estrangeiros que não têm liberdade para trabalhar e escrever em seus países de origem.

A exposição ainda conta com diversas informações sobre a história de Anne e até documentos valiosos. Há, ainda, o único vídeo da adolescente — gravado em uma festa de casamento — e a única fotografia da menina ao lado dos pais e da irmã Margot.

Imagem mostra interior da casa onde a família Frank morou antes de se esconder durante a Guerra
Reprodução / Google

Link de acesso a exposição online: https://artsandculture.google.com/partner/anne-frank-house

Um pouco mais sobre a família Frank

Anos antes de morrer, em 1980, Otto Frank, pai de Anne – único membro da família a sobreviver ao Holocausto – costumava trocar cartas com um homem chamado Ryan Cooper, à época com 20 anos, de quem acabou tornando-se amigo.

Agora, com 73 anos, Cooper resolveu doar sua coleção de cartas e lembranças ao U.S. Holocaust Memorial Museum, em Washington. Seu desejo é que os relatos sejam compartilhados para que as pessoas conheçam mais profundamente o pai de Anne.  

Seus escritos foram preservados por Miep Gies, secretária de Otto Frank, que ajudou a família quando eles estavam escondidos. De acordo com o The New York Times, o museu irá digitalizar e disponibilizar online a coleção de Cooper, que totaliza mais de 80 cartas, incluindo sua correspondência com Gies e outras pessoas que ajudaram a família Frank durante a guerra.

Quem foi Anne Frank?

Alemanha

Anne Frank, ou Annelies Marie Frank, nasceu em 1929 em Frankfurt am Main. Seus pais, Otto e Edith Frank, eram judeus, e quando os nazistas tomaram o poder na Alemanha, seu pai decidiu emigrar para a Holanda. Ele foi primeiro, e Anne, sua mãe e sua irmã Margot, seguiram um pouco depois, em 1934. Eles foram morar em Amsterdã, onde Anne frequentou a primeira escola montessoriana, e, depois, o Liceu Judaico.

Amsterdam

No entanto, quando os alemães invadiram a Holanda em 1940, eles estabeleceram leis mais rígidas para o povo judeu, como era na Alemanha. Quando Anne fez 13 anos, em 12 de junho de 1942, ela ganhou um álbum de poesias, que depois usou como um diário. Pouco depois, em 6 de julho, a família precisou se esconder em um anexo secreto da casa na Prinsengracht, 263 (hoje o museu Casa de Anne Frank).

A empresa Opekta, do pai de Anne, ficava no prédio. No primeiro andar do anexo do prédio, havia um depósito, e a família Frank e as pessoas que se esconderam com eles moravam no segundo e no terceiro andar. Durante o dia, eles precisavam fazer silêncio, pois a empresa continuava funcionando normalmente e nem todos que trabalhavam lá sabiam que havia pessoas escondidas no anexo.

Deportação

Anne escreveu com muitos detalhes em seus diários sobre o tempo que viveu escondida, até que, em 4 de agosto de 1944, ela e os outros foragidos foram traídos e levados primeiro para Auschwitz, depois para Bergen-Belsen. Lá, em março de 1945, poucas semanas antes do fim da guerra, Anne morreu de febre tifoide e exaustão. De todas as pessoas que se esconderam no anexo secreto, somente seu pai sobreviveu à guerra. Foi ele que, mais à frente, garantiu que seus diários fossem publicados.

Fonte: gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/noticia/2019/06/google-lanca-exposicao-online-de-casa-onde-anne-frank-morou-cjwtcivpw00cu01p6gocxmpit.html

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA