Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / FIQUE POR DENTRO

Notícia boa e otimismo fazem bem para a saúde mental, física e ajudam a melhorar o dia das pessoas. É o que mostram pelo menos cinco pesquisas científicas.

Os estudos foram feitos em anos diferentes pela Universidade de Londres, Universidade de Harvard, Bayer, JP Harrell e Huffington Post.

As pesquisas foram reunidas e publicadas esta semana pelo portal norte-americano GoodNews Network para mostrar como as emoções positivas e a as notícias boas podem inspirar a vida da gente.

JP Harrell

Um estudo realizado por JP Harrell, em 2000, descobriu que, quando os participantes assistiam concentrações de notícias e mídia positivas, diminuíam os níveis de estresse e ansiedade deles.

Huffington Post

Por outro lado, um estudo do Huffington Post e do Pesquisador de Harvard, Shawn Achor, mostrou que, se as pessoas assistissem de 3 a 4 minutos de notícias negativas, 27% dos participantes teriam maior probabilidade de ficar deprimidas pelas próximas 6 a 8 horas do dia.

Universidade de Londres

Em um estudo com cerca de 3 mil adultos saudáveis, a Universidade de Londres descobriu que as pessoas que relataram humores positivos apresentavam níveis mais baixos de cortisol – o hormônio do estresse que leva à hipertensão, ao sistema imunológico enfraquecido e até à obesidade abdominal.

No estudo, as mulheres que relataram mais emoções positivas foram menos propensas a inflamação crônica, que está relacionada a doenças cardíacas e câncer.

Os autores do artigo publicado no American Journal of Epidemiology em 2008 disseram: “As pessoas precisam reconhecer as coisas que as fazem se sentir bem”.

Um estudo holandês de homens idosos descobriu que aqueles que foram identificados como “otimistas” tiveram 50 por cento menor risco de morte cardiovascular durante o estudo de 15 anos.

Universidade de Harvard

Pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard descobriram que o otimismo reduz as chances de desenvolver doenças cardíacas e a taxa de declínio pulmonar à medida que envelhecemos.

Eles seguiram 1300 homens de 60 anos durante dez anos. “A função pulmonar diminuiu significativamente mais rapidamente em pessimistas, mesmo levando em conta os principais fatores de risco biológico”.

O cirurgião Dr. Christiane Northrop diz que os nossos sistemas nervosos não foram projetados para lidar com uma descarga diária de más notícias que contém o pior da humanidade. A inundação é demais para a maioria das pessoas.

Bayer

Um estudo de 2005 da Bayer concluiu que 93% dos americanos desejavam mais boas notícias, e 77% acreditavam que não havia notícias boas o suficiente oferecidas pela grande mídia.

O estudo também mostrou que as pessoas acreditavam que elas são mais produtivas em seus empregos depois de ouvir boas notícias.

Autor(a): Rinaldo de Oliveira
Fonte: www.sonoticiaboa.com.br/2018/09/10/noticia-boa-faz-bem-para-saude-comprovam-pesquisas-cientificas/
Colaborador(a): Maria Clara Ribeiro dos Santos

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA