Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / GENTE EM FOCO

HERMÓGENES
publicado em: 21/01/2016 por: Netty Macedo

"Se você sofre, meus parabéns"!

Esta a maneira pela qual Hermógenes faz um convite à Superação.

Hermógenes: Uma história verdadeira de superação

"Se você sofre, meus parabéns".
Esta afirmação do Professor Hermógenes pode assustar quem ainda não o conhece, nem nunca leu suas obras. Mas não é uma simples afirmação e sim um convite à Superação. Por experiência própria, Hermógenes acredita que todo sofrimento deve ser encarado como um desafio ao crescimento e à vitória, um verdadeiro estímulo para que o indivíduo supere o aparente mal e busque através de si mesmo a verdadeira paz.

O próprio professor fez este convite para si mesmo, quando, aos trinta e cinco anos de idade, viu-se tuberculoso. Era década de 50 e a tuberculose foi diagnosticada tardiamente, o que para os escassos recursos da época era quase uma sentença de morte.

O Professor Hermógenes narra essa passagem em seu livro Saúde Plena - Yogaterapia (Ed. Record):
"Quando um tardio diagnóstico foi estabelecido, o estrago já era muito grande: os pulmões na radiografia pareciam colméias, cheios de furos, e a garganta já com as cordas vocais soldadas. A energia e a alegria de viver quase haviam sumido; um desânimo pesado e uma fadiga desmoralizante se acentuavam e me abatiam ao final de cada tarde. O Dr. Afonso Mac Dowel, competente tisiologista, não conseguiu esconder a pena que teve de mim ao examinar as chapas, pois os prognósticos eram negros para o jovem capitão Hermógenes: morte rondando... ou condenação de uma vida limitada, sem horizontes, sempre ameaçada de recaída, aposentadoria prematura, um semi-túmulo."

Na época, Hermógenes já havia lido vários livros espiritualistas e já tinha alguma compreensão metafísica que o ajudou a superar os péssimos diagnósticos. A dieta e repouso serviram para profundos momentos de reflexão, onde Hermógenes aprimorou sua fé. Acreditava realmente em sua cura e rebatia com pensamentos positivos qualquer diagnóstico desfavorável.

Até que um dia recebeu uma terrível notícia: o médico lhe informou que precisaria passar por uma delicada cirurgia para retirada de aderências que estavam prejudicando o tratamento da tuberculose. E o pior, a cirurgia era demorada e os cortes deveriam ser feitos com o paciente sentindo toda a dor, sem poder mexer-se um pouquinho sequer.

Nesta época ele já havia lido trechos do Bhagavad Gita (texto sagrado hindu), e foi para a mesa de operação levando consigo alguns dos valiosos ensinamentos deste texto sagrado. Em meio às terríveis dores da cirurgia e à grande tensão na face do médico, Hermógenes passou a repetir o nome de Deus e entregou-se à sua vontade. Após duas horas de sofrimento físico, terminou a cirurgia com absoluto sucesso!

Não bastasse todo esse sofrimento, logo após a cirurgia, Hermógenes contraiu uma forte gripe alérgica que o debilitou mais ainda. Após passada a crise gripal foi diagnosticada pleurisia (água nos pulmões).

Nessa altura o jovem Hermógenes já questionava por que Deus o havia abandonado, por que tanto sofrimento ou seria isto um teste para a sua fé? A resposta veio depois de mais algum tempo de tratamento, quando foi diagnosticada a cura. Estava livre da tuberculose, mas as seqüelas eram terríveis; havia engordado muito, músculos flácidos, prematuramente envelhecido, a respiração era curta e as restrições foram tantas que o jovem militar, com seus 35 anos se sentiu como um condenado.

"A infecção fora debelada, mas a possibilidade de ser sadio era reduzida. Valeria tal semi-vida?"

Foi quando adquiriu um exemplar de um livro de Yoga (The Yoga System of Health, do Yogui Vithaldas) e depois se interessou tanto pelo tema que buscou outros manuais para praticar em casa. Sabendo das proibições médicas Hermógenes fez tudo por conta própria e assumiu seu desejo de melhorar a qualquer custo, mas tudo sem ansiedade. Sabia que seria difícil quebrar as barreiras do seu próprio corpo extremamente limitado.

Com paciência, perseverança e disciplina conseguiu vencer essas barreiras: "Os meses de prática diária foram manifestando mudanças verdadeiramente estimulantes: minhas roupas já não serviam de tão frouxas; a boa cor da vida se mostrava em meu rosto; uma nova disposição psicofísica começou a me empolgar; aumentavam a harmonia e a amplitude de minha respiração; senti-me rejuvenescer. Os meses me ressuscitaram."

Após algum tempo praticando Yoga diariamente, Hermógenes viu-se plenamente curado. Uma cura que se estendia em todos os campos de sua vida, pois aprendera a entregar-se a Deus. Os médicos se surpreenderam com tal transformação. A vitória havia chegado!

Compartilhando sua felicidade e experiência, começou a ministrar aulas de Yoga numa garagem a pedido de algumas pessoas. Escreveu e lançou seu manual Auto-perfeição com Hatha Yoga, tornando-se assim o pioneiro em Medicina Holística no Brasil. Como naquela época não havia professores de Yoga, a pedido de muitas pessoas fundou a Academia Hermógenes, que existe até hoje, promovendo na cidade do Rio de Janeiro um trabalho sério e verdadeiro em Yoga. Hermógenes foi o primeiro a falar em Yogaterapia no Brasil através do seu método YPN (Yoga para Nervosos), aplicado em hospitais e descrito em seu livro do mesmo nome.

O que mais marcou a trajetória do professor na área do Yoga foi sua postura inabalável e incorruptível diante de tantos modismos e consumismos. Enquanto muitos se aproveitaram (e ainda se aproveitam) das técnicas do Yoga somente com objetivos financeiros, inventando nomes diferentes para uma arte que é milenar, Hermógenes foi para o caminho contrário, procurou diante da classe médica mostrar a seriedade do Yoga e seus efeitos terapêuticos comprovados. Hoje é convidado para congressos por toda parte do Brasil.

Quando se achava que nada mais poderia vir de Hermógenes, eis que surge afirmando: "Saúde no jovem, obra da natureza. Saúde no idoso, obra de arte", e lança seu livro Saúde na Terceira Idade, um livro que aborda de forma positiva a Terceira Idade, provando que o Yoga pode ser praticado em qualquer idade.

Para ele, a pior doença é a "normose", referindo-se aos maus hábitos cristalizados pela sociedade, como o consumismo e a corrupção. Em conseqüência surge a "egoesclerose", ou seja, o indivíduo que só pensa em si e não cultiva valores além do seu próprio ego.

Hoje Hermógenes dedica grande parte do seu precioso tempo, divulgando a ciência milenar do Yoga. Continua lançando e escrevendo livros. Pratica Yoga diariamente e possui um vigor de dar inveja a qualquer jovem. Seu maior objetivo é incentivar as pessoas da terceira idade a terem uma qualidade de vida plena, desfrutando do que ele não chama de velhice e sim de "Felizidade".

Aquele que encontrou Deus dentro de si, não tem medo da morte. Esta é a prática verdadeira do Yoga que não é uma religião, mas uma "re-ligação" do homem com a sua divina essência.

Assim prossegue o Professor Hermógenes, ensinando às pessoas o caminho da União.

Autor(a): Márcio Assumpção
Colaborador(a): Instituto de Yogaterapia

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA