Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / HORA DA MÚSICA

MARISA MONTE
publicado em: 24/01/2018 por: Lou Micaldas

Marisa de Azevedo Monte nasceu em 01 de julho de 1967, no Rio de Janeiro RJ.
Estudou piano na infância; aos nove anos ganhou de aniversário uma bateria e aprendeu violão.

Na adolescência, estudou canto lírico e participou de uma montagem do musical Rocky Horror Show, encenado por alunos de teatro do Colégio Andrews, com direção de Miguel Falabella.
Em 1985, ficou dez meses na Itália para estudar canto, mas desistiu do gênero lírico e passou a cantar música brasileira na noite, acompanhada por amigos.

Nessa época, em Veneza, foi ouvida por Nelson Mota, que seria o diretor de "Tudo Veludo", seu show de estréia no JazzMania, no Rio de Janeiro, em 1987. O sucesso foi imediato, de público e de crítica. Antes mesmo de gravar seu primeiro CD, foi considerada uma das mais promissoras vozes da música popular brasileira.

Em 1988, Marisa lançou seu primeiro CD, "MM" ao vivo, pela EMI. 
O segundo, "Mais" (1991) marcou sua estréia como compositora e foi bem recebido nos EUA, Japão, Europa e América Latina, impulsionando sua carreira internacional.

O CD "Verde, Anil, Amarelo, Azul, Cor-de-rosa e Carvão", lançado em 1994, teve a participação de Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Carlinhos Brown, Nando Reis (Titãs), Laurie Anderson e Naná Vasconcelos. Em 1996, lançou "Barulhinho Bom (Uma viagem musical)", com dois CDs (um ao vivo) e um vídeo, em que aparece com "Os Novos Baianos", Arnaldo Antunes e Pastoras da Portela, entre outros.

Com várias turnês de sucesso no Brasil e no exterior, desde 1994, Marisa teve seus discos lançados mundialmente pela gravadora EMI. Entre suas composições se destacam: "Ainda Lembro", "Ao Meu Redor" e "Aonde Você Mora?" - as três com Nando Reis - 
"Beija Eu" - com Arnaldo Antunes e Arto Lindsay- e" E.C.T" e "Na Estrada" - ambas com Nando Reis e Carlinhos Brown.

CARINHOSO
Marisa Monte e Paulinho da Viola
Composição: Pixinguinha e João de Barro (Braguinha)

Meu coração não sei por quê 
Bate feliz quando te vê...
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo...
Mas mesmo assim, foges de mim...
Meu coração não sei por quê
Bate feliz, quando te vê...
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo...
Mas mesmo assim, foges de mim...

Ah! Se tu soubesses como eu sou 
Tão carinhoso e muito, muito que te quero... 
E como é sincero
Meu amor... Eu sei que tu não 
Fugirias... Mais de mim...
Vem... Vem... Vem... Veeeem... 
Vem sentir o calor dos lábios meus
à procura dos teus...
Vem matar essa paixão...
Que me devora o coração...
Só assim então serei feliz...
Bem... Feliz...

Ah! Se tu soubesses como eu sou
tão carinhoso e muito, muito que te quero... 
E como é sincero
Meu amor... Eu sei que tu não 
Fugirias mais de mim...
Vem... Vem... Vem... Veeeem... 
Vem sentir o calor dos lábios meus
À procura dos teus...
Vem matar essa paixão...
Que me devora o coração...
Só assim então serei feliz...
Bem... Feliz...

Esta é uma página cultural para divulgar as músicas preferidas e sugeridas pelos nossos internautas, sem nenhum interesse comercial, financeiro ou econômico, pois arcamos com todas as despesas para mantê-la no ar.
Não temos patrocínio.
Tudo o que fazemos é com muito amor para os nossos "velhosamigos".

Fonte: Biografia: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA