Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / HORA DA MÚSICA

NEIL SEDAKA
publicado em: 16/08/2018 por: Lou Micaldas

O famoso cantor, multi-instumentista, produtor musical e compositor Neil Sedaka nasceu no dia 13 de março de 1939, no Brooklyn, Nova Iorque, Estados Unidos, filho do motorista de taxi Mac Sedaka de origem turco-judaica e de Eleanor Sedaka, uma polonesa de origem judia e desde criança já demonstrava sua aptidão musical. Quando começou a ir para a escola, um professor sugeriu aos pais que encontrassem uma escola de piano para o pequeno Neil, e assim foi feito.

Mais tarde, Neil fez um teste e ganhou uma bolsa de estudos na Julliard School of Music, aonde ia aos sábados e por volta de seus 13 anos de idade conheceu o seu vizinho, um garoto de 16 anos chamado Howard Greenfield, que também tocava e fazia alguns poemas e letras para suas músicas. Os dois se tornaram grandes amigos e grande parte de sua juventude passaram juntos, e também a conhecer as músicas pop adolescentes da época.

Também por essa mesma época, os dois passaram a compor músicas juntos para vários outros artistas, assim como para a carreira de Neil que se iniciava. Nos anos 50, Neil e alguns outros colegas formaram a banda The Tokens, que fizeram sucesso, entre outras com a música "I Love My Baby", "While I Dream", "Come Back, Joe" e "Don´t Go".

Pouco tempo depois desses sucessos, Neil Sedaka resolveu deixar a banda e seguir a sua carreira solo, mas suas primeiras gravações solos com as músicas "Laura Lee", "Ring-a-Rockin" e "Oh, Delilhah!" não emplacaram, enquanto The Tokens continuavam a fazer sucesso, e assim mesmo conseguiu um contrato com a RCA Vicor.

Em 1958, Neil Sedaka grava a música "The Diary", composta por Neil e Howard Greenfiled e conseguiu uma boa colocação na Billboard Hot 100 e logo em seguida Neil gravou o seu segundo single "I Go Ape", também de autoria de Neil e Greenfield, que chegou a 42° lugar na Billboard americana, mas em nono lugar no Reino Unido, e ainda neste mesmo ano de 1959, gravou o seu terceiro single "Crying my Heart out for You", de Neil e Greenfield, que foi um fracasso nos Estados Unidos, embora chegasse em sexto lugar nas paradas italianas.

Em seu próximo single "Oh Carol", de Neil e Greenfield, estourou e fez um imenso sucesso chegando ao nono lugar na Billboard Hot 100 em 1959, e nas primeiras colocações em persas partes do mundo. A música foi dedicada a sua namora na época chamada Carole King, que mais tarde também se tornaria uma grande cantora, compositora e pianista, famosa no mundo inteiro. No início dos anos 60, Neil Sedaka tornou um nome internacionalmente conhecido pelos seus sucessos absolutos, uma atrás da outra, em músicas como "Stairway to Heaven", "You Mean Everything to Me", "Run Samson Run", "Calendar Girl", entre persos outros.

Praticamente tudo que gravava virava sucesso e por essa época também a dupla Neil e Greenfield fizeram várias músicas de sucesso para outros cantores como Connie Francis e Jimmy Clanton, entre outros. Os grandes sucessos de Sedaka foram até 1962, e depois a sua popularidade começou a minguar, principalmente por volta de 1964, quando The Beatles estourou no mundo inteiro impondo as suas músicas e um novo estilo musical.

O sucesso estrondoso de Neil Sedaka nunca foi o mesmo desde então, mas continuou a fazer sucesso moderado em algumas canções e manter-se na carreira como compositor de músicas que tornaram sucesso nas vozes de outros cantores ou bandas. Neil Sedaka também é um grande pianista clássico e em persas ocasiões impressionou com as suas performances, chegando a participar representando os Estados Unidos, numa competição em Moscou, e levando todos ao delírio ao interpretar "Frederic Chopin Fantaisie Impromptu".

Em 1968, Neil Sedaka participou de uma cena do filme "Playgirl" onde cantou a canção "The Waterbug". No inicio dos anos 70, Neil Sedaka começou novamente a trabalhar pela sua carreira de cantor, começou a fazer várias viagens para a Austrália onde fez sucesso com o single "Star-Crossed lovers". Também conseguiu sucesso com músicas para Peter Allen e em 1971 lançou o álbum "Emergence" que foi um fracasso, mas quatro músicas deste disco "I´m A Song (Sing Me)", "Silent Movies", "Superbird" e ”Rosemary Blue", que fizeram sucesso em discos de 45 rpm.

Após o fracasso desse álbum, Neil Sedaka e sua família se mudaram para o Reino Unido. Em 1972, Sedaka fez uma turnê bem sucedia no Reino Unido e também gravou o álbum "Solitaire", que chegou as paradas com algumas músicas e também a faixa título "Solitaire" tornou-se posteriormente um sucesso com Andy Williams em 1973 e com The Carpenters em 1975. Um ano mais tarde, Sedaka gravou o álbum "The Tra-La Days Are Over" que renderam dois sucessos "Standing on The Inside" e "Our Last Song Together" e a outra canção deste disco "Love Will Keep US Together" chegou aos primeiro lugar nos Estados Unidos, através de Captain & Tennille, em 1975.

Por volta de 1976, lança outro álbum em colaboração com Elton John e em 1977, Sedaka começou novamente a sentir a sua carreira declinar, desta vez com a chegada da era do funky e disco, mas assim mesmo continuou seguindo um sucesso moderado e em 1980, chegou ao 20 hit Top, com a música "Should´ve Never Let You Go", que ele gravou em dueto com a sua filha Dara. No inicio dos anos 80, com a mudança da gravadora, fez com Sedaka passasse pela primeira vez em sua carreira a ter de gravar canções antigas de outros artistas.

Em 1985, teve algumas de suas canções adaptadas para um anime japonês e mais tarde teve uma comédia musical baseada em torno de suas canções, intitulada "Breaking Up Is Hard to Do", que foi escrito em 2005, por Erik Jackson e Ben H. Winters. Em 4 de março de 2010, Sedaka participou da abertura de um musical biográfico "Laughter in the Rain", produzido por Bill Kenwright e Laurie Mansfield, tendo o ator Wayne Smith interpretando Sedaka, com estreia no Teatro Churchil, no bairro londrino de Bromley.

Neil Sedaka continua ainda a todo vapor, mantendo uma rigorosa agenda de concerto até a segunda década do século 21, apesar de estar com mais de 70 anos de idade. Ele se casou com Leba Margaret Strassberg em 11 de setembro de 1962, com quem permanece até os dias atuais, e eles tiveram dois filhos, a filha Dara que é também uma cantora e Marc, atualmente um roteirista que vive em Los Angeles. Em 1983, seu nome foi introduzido no Songwriters´ Hall of Fame e depois também ganhou uma estrela na famosa Hollywood Walk of Fame.

Esta é uma página cultural para divulgar as músicas preferidas e sugeridas pelos nossos internautas, sem nenhum interesse comercial, financeiro ou econômico, pois arcamos com todas as despesas para mantê-la no ar.
Não temos patrocínio.
Tudo o que fazemos é com muito amor para os nossos "velhosamigos".

Colaborador(a): Alberto

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA