Logomarca Velhos Amigos
LITERATURA / HORA DA TROVA

A NATUREZA PROTESTA
publicado em: 16/10/2018 por: Lou Micaldas

A natureza protesta
sempre que alguém a maltrata:
- Se matas uma floresta,
vem o deserto e te mata!
Antonio Augusto de Assis

Ó realidade, não fira
quem sonha e vive contente.
Se uma ilusão é mentida,
enfeita a vida da gente.
Magdalena Léa

Uma coisinha de nada
sintetiza imensa dor:
a florzinha abandonada,
saudosa de um beija-flor! 
Jeanette Monteiro de Cnop 

É num desabafo mudo
que muita gente se trai,
deixando o olhar dizer tudo
que com palavras não sai!
José Ouverney.

Casou-se o velho com a bela,
mas a criança a quem sai?
Nem a ele nem a ela,
pois tem a cara do pai...
José Rodrigues Crespo

Estas trovas rabiscando
eu fujo dos temas graves.
Eu faço versos brincando,
para as crianças e as aves.
Oscar Baptista 

Deixa de lado a charrua,
vem ver, companheiro, espia!
Deus pondo a hóstia da lua
na boca exangue do dia! 
Nelson Ferreira da Luz 

A dor que nunca se esvai,
a dor que mais mortifica,
não é a do pranto que cai,
mas da lágrima que fica.
Indouro Gomes 

Longe, a gaivota voando,
é um til perdido nos ares...
E eu viajo, me recordando
da bênção dos teus olhares!
Felício Alves

Matar saudades", querida
é uma expressão, simplesmente,
pois, em verdade, na vida,
saudade é que mata a gente
J.G. de Araújo Jorge  

Para cumprir seu destino
parte meu filho, homem feito.
- E eu guardarei, meu menino,
tua infância no meu peito.
Magdalena Léa

Saudade, palavra doce,
que traduz tanto amargor!
Saudade é como se fosse
espinho cheirando a flor!
Bastos Tigre

Ao ver uma rosa abrir
em perfeita sutileza,
é o mesmo como sentir
carinhos da natureza.
Gilda Moura

Maria, só por maldade,
deixou-me a casa vazia...
Dentro da casa: saudade!
E na saudade: Maria!
Anis Murad

Todo genro masoquista,
que a trajetória malogra,
acha que a maior conquista
é ter um clone da sogra!...
Flávio Roberto Stefani

Neste momento, calado,
de gestos e olhar bisonhos,
penso em você ao meu lado
nos amanhãs dos meus sonhos...
Ester Figueiredo

Para matar as saudades,
fui ver-te em ânsias, correndo...
E eu, que fui matar saudades,
vim de saudades morrendo!
Adelmar Tavares

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA