Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / NOSSAS CRIANÇAS



Orgulhosos, os pais de Guilherme Rafael dizem que ele fez o primeiro jogo aos 6 anos. Aplicativo tem figurinhas e perguntas que levam a criança a resolver questões de matemática, por exemplo.

Um menino de 10 anos, que estuda em uma escola pública de Palmas, desenvolveu um aplicativo para ajudar na alfabetização de crianças com até 5 anos. Guilherme Rafael Lopes disse que gastou apenas um mês para deixar a ferramenta pronta.

Quem vê um menino no computador, pensa logo que ele está jogando ou passando o tempo nas redes sociais. Mas o Guilherme é diferente. Ele passa horas focado em desenvolver aplicativos. O mais recente alia tecnologia e educação. O aplicativo leva o nome de "Meu pequeno grande aprediz".

O aplicativo é parecido com um jogo. Contém imagens que chamam a atenção e perguntas que levam a criança a pensar e resolver questões simples de matemática, por exemplo. Quem acerta, passa de fase.
"Apresenta para as crianças de 4 a 5 anos uma forma de aprender continhas de matemática, problemas, só que no computador, o que é atrante para as crianças", explica o criador da ferramenta.

Os pais dele estão cheios de orgulho. O pai Néviton Monteiro Gomes disse que o filho desenvolve os aplicativos sem a ajuda de outras pessoas.

"Aos 3 anos ele já jogava determinados jogos de videogame e a gente ficava impressionado. Aos seis anos, no tablet, ele fez o seu primeiro joguinho, que consistia em uma pista oval com carrinho de fórmula 1. Aquilo para a gente já era o máximo. E hoje o Guilherme fazendo esse tipo de jogo. E não só esse jogo para as crianças, o Guilherme já desenvolve outros tipos de jogos em outras plataformas. A gente fica muito feliz", diz com orgulho o pai.

A expectativa dele é oferecer o aplicativo gratuitamente em smartphones.

Autor(a): TV Anhanguera
Fonte: G1

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA