Logomarca Velhos Amigos
INTERAÇÃO / NOSSAS VIDAS

AUTOCONHECIMENTO
publicado em: 21/12/2015 por: Netty Macedo

Em busca do autoconhecimento. Esta é a meta que acredito todo ser humano persegue para conhecer a si próprio.

Creio que já estou além, NA META final desta jornada. Se não, vejamos: estou com 62 anos de vida. No último checkup, os aparelhos me avaliaram como saudável: coração, pulmão, próstata, tesão, rsss... (a estimativa de vida em brasileiro é de 67 anos. Acho que vou ultrapassar esta barreira, rssss).

Mas, não pense você que isto é só uma benção celestial. Isto faz parte de ter adquirido e aceitado bons ensinamentos de meus pais que, além de me ensinarem, também deram o exemplo.

Não bastam 8 horas de sono, alimentos saudáveis, prática de esportes, NÃO a qualquer tipo de droga lícita ou ilícita: cigarro, álcool (mesmo o da cervejinha que desce redondo e fura o seu fígado - veja um com cirrose).

É preciso que você não ignore outros parâmetros da vida que lhe darão equilíbrio ou lhe servirão de diretriz nas horas em que você cair em tentação e descambar para os caminhos tortuosos.

Se você não conhecer ou não aceitar estes parâmetros, você viverá em constante estado de desequílibro e estará fadado a passar pela vida e não viver, com um agravante: você contaminará, influenciará todos que o cercam (companheiro(a), filhos, amigos, colegas de trabalho) e que terão que conviver com você.

Mas você dirá: - Quem não tem defeitos??? É verdade! Todo ser humano tem. Nenhum é perfeito! Com esta tese você arrumou uma desculpa para continuar cometendo os mesmos deslizes na vida.

Mas, meu objetivo aqui não é dar sermão pra ninguém. Estou apenas fazendo uma auto-reflexão e tentando repassar pra você minhas conclusões. Meu objetivo é só este. Seria gratificante se você tirasse lições positivas desta intro-reflexão. Mas voltemos ao tema principal.

AUTOCONHECIMENTO

Nesta busca intensa, constante, em adquirir o autoconhecimento, verifiquei o quanto a nossa formação é importante para chegarmos mais fácil ao nosso objetivo. Indivíduos que não tiveram uma formação equilibrada passam pela vida dando mais cabeçadas, do que aqueles que tiveram de seus pais uma educação sadia e exemplar.

Concluí que só iremos nos sentir felizes aqui neste planeta, quando descobrirmos o segredo da vida após a morte. E isto depende da nossa educação religiosa. Você teve educação religiosa? Você educou seus filhos nela? Você repassa isto para seus amigos e semelhantes? Você tem medo até de tocar neste assunto e quando "alguém" toca, você manda parar e diz: - Religião não se discute e ponto final?

Bem, mas ainda falta a Educação que trata sobre: VALORES MORAIS, VALORES SOCIAIS (mentira & verdade, honestidade & desonestidade, amor & ódio, perdão & vingança, lealdade & deslealdade, sensibilidade & insensibilidade, coragem & covardia, sexo com amor & sexo por prazer, poligamia & monogamia, traição & lealdade), para cada um destes itens, a gente tem que estar preparado para resistir aos apelos que a sociedade, através da mídia, nos oferece a cada minuto.

Existe uma multidão de "TERAPEUTAS DE PLANTÃO", defendendo teses e mais teses, tentando inverter os valores reais, (nada contra os profissionais desta área). Tô falando dos embusteiros. E uma multidão seguindo seus ensinamentos. Sabe por quê? Porque é mais cômodo, conveniente, e vai atender a seus anseios momentâneos. Logo, é mais fácil balançar a cabeça como uma vaquinha de presépio e dizer: - É isto aí! Ele tá certo! E, aquilo que meus pais diziam é caretice.

Aquilo que aprendi na igreja é coisa de beatos e fanáticos. Essa tal de BÍBLIA não tá com nada. "E O PÓ VOLTE PARA TERRA COMO O ERA E O TEU ESPÍRITO VOLTE A DEUS QUE O DEU" - Eclesiastes de Salomão 12:7.

Bem, nesta busca obstinada do autoconhecimento, a gente passa por inúmeras experiências. Principalmente em relacionamentos. A gente fica à procura da outra metade e, quando encontra uma mulher que possui inúmeros predicados e ainda por cima é bonita, como a que encontrei, a gente se enrosca todo nela como uma "Anaconda" e não quer que ninguém a toque. A gente fica tão grudado que pode, num momento de superproteção, esmagá-la, quebrar todos seus ossos e ainda dizer que o fez por amor.

É neste exato momento que a sua relação com DEUS TEM QUE SER REATADA. Você tem que conversar com ele e pedir-lhe ajuda, sabedoria e sair deste estado doentio. Então, de uma forma sutil, mas que não deixa de ser milagrosa, uma amiga sua lhe fala de  "CO-DEPENDÊNCIA". Você lê um artigo sobre "BIPOLARIDADE" e mais adiante você lê que existem pessoas que possuem: "TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE DEPENDENTE". E aí este monte de siglas lhe funde a cabeça: TPD, TB,TCD e logo, logo lhe dizem: você tem que fazer terapia (ANÁLISE).

Desculpem-me os terapeutas de plantão, mas tenho subsídios suficientes para sair desta. Não me chamem de ignorantes, porque vocês poderão estar cuspindo para o alto, literalmente.

Agradeço de coração as informações detalhadas das pesquisas feitas em seres humanos que chegaram a estas conclusões e doenças (TPD,TP,TCP...). Foi pra mim um alerta e me fez entender por que eu decidi vomitar todos os sapos que engoli durante uma relação, onde eu via uma pessoa que ainda gosto muito, se autodestruir com este vício maldito do cigarro e ir se viciando também no álcool, através da cervejinha e manter-se no imobilismo sem lutar pelos seus direitos e projetos pessoais.

Mesmo oferecendo todo tipo de ajuda, ver esta pessoa cantando: NÃO TÔ NEM AÎ! Não tô nem aí!

Acho que vou ficando por aqui. Se você quiser saber mais da minha busca obstinada para adquirir o autoconhecimento, escreva-me e lhes contarei timtim por timtim.

Que você também consiga encontrar seu equilíbrio espiritual, físico, mental e social.
Que deus te abençôe!!!!

Autor(a): Ezio de Azevedo

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA