Logomarca Velhos Amigos

AMOR
publicado em: 05/02/2018 por: Lou Micaldas

O amor não é água de riacho, mas de enchente.

Quando aparece, arrasta tudo com sua força. Quando o amor chegar, prepare-se para observar sua alma.

No começo, é puro prazer, alegria e excitação. Passado algum tempo, ele começa a trazer os medos que estão no sótão da alma.

Quando não temos coragem de nos enxergar por completo, o amor transforma-se em uma grande ameaça.

Por isso se diz que o amor não é coisa para covardes.

É preciso arriscar-se a tudo, inclusive a abandonar a vaidade. Tudo em que você sempre acreditou de repente perde sentido quando o seu olhar cruza com o da mulher amada.

O amor é o próprio labirinto do Minotauro. Temos de aprender a conviver com ele para não cair na tentação de matá-lo.

Os Sísifos demoram vários anos para conquistar a pessoa amada e, quando conseguem, imaginam que a partir dali viverão no paraíso.

Mas, quando descobrem que ainda há muitos desafios a superar, decepcionam-se.

Acorde! Existe uma beleza imensa em construir juntos.

Não há nada que valha a pena que já venha pronta e seja definitiva. Os seres vivos exigem evolução.

Aprenda a ter prazer em corridas de obstáculos, que proporcionam o prazer da superação.

Os Sísifos têm a tendência de se transformar num peso na vida da outra pessoa.

Um parceiro que aceite o comodismo da parceira, ou vice-versa, tende a repetir o papel dos pais superprotetores. Até o momento em que essa atitude se torna para o outro ou para a outra, uma cruz pesada de carregar.

Nessa fase, predomina o mau humor, e as reclamações são insuportáveis .

Os Sísifos, então, assumem seu papel de vítimas, de pessoas que nunca conseguem atingir sua meta.

É muito decepcionante uma pessoa como você se sentir vítima da humanidade. Desperte e levante-se. Venha observar o sol aquecendo o planeta.

Havia um homem que não parava de se queixar de sua cruz. Achava-a muito pesada e uma maldade ter de carregá-la. Um dia, procurou o mestre e pediu-lhe para trocar de cruz.

O mestre, então, levou-o até o depósito de cruzes e disse-lhe que ficasse à vontade para escolher a que quisesse.

O homem exultou de alegria e começou sua busca, mas as cruzes que encontravam eram imensas e pesadas, algumas de mármore, outras de aço.

Quando estava quase desistindo viu, no caminho do depósito, uma cruz tão pequena que parecia um crucifixo.

Correu até ela, pegou-a e, ao ler o nome do dono, viu que era o seu.

Moral da história: pare de reclamar. Existe muito amor para você aproveitar nesta vida!

Quando alguém não quer ficar com você é preciso entender isso como uma opção, e não como rejeição.

As pessoas têm direito a escolhas, e isto é apenas um sinal de como elas estão naquele momento.

Por exemplo, eu adoro bolo com sorvete. Vamos supor, então, que uma amiga prepare bolo com sorvete para mim e, na hora de servi-lo, eu diga:

"Não, obrigada, estou com uma indisposição que me tira a vontade de comer qualquer coisa".

Ela se decepciona: "Puxa, fiz sua sobremesa predileta, sei que você adora..." Eu recuso não por achar que o bolo não esteja gostoso, mas porque, naquele momento, não quero comer bolo.

Quando uma pessoa não quer ficar com outra, isso não significa que seja desinteressante. Significa que, por algum motivo, essa pessoa não quer bolo com sorvete.

O importante no amor é perceber que, quando o outro diz não, isso não significa que seu companheiro está dizendo algo de você: ele está dizendo algo de si mesmo.

O amor é um aprendizado. Como diz o poeta, amar se aprende amando.

Ninguém é perfeito, estamos sempre aprendendo.

Houve um homem que passou a vida inteira procurando a mulher perfeita. Terminou solitário, e o amigo o consolou: "Que pena, você passou a vida procurando a mulher perfeita não a encontrou".

O homem, então, respondeu: "Não, eu a encontrei".

Curioso, o amigo quis saber: "Porque não ficou com ela?"

E ele respondeu: "Porque ela não quis, estava procurando o homem perfeito".

Quem disse que se você encontrar o parceiro perfeito ele vai ficar com você?

Quando duas pessoas se conhecem, procuram aperfeiçoar-se no amor porque o amor não existe antes da experiência.

Ele se constrói com a experiência, com a evolução.
Esse é o amor que verdadeiramente transforma as pessoas.

Texto do livro: O Sucesso é Ser FeLiz"
(Editora Gente)

Autor(a): Roberto Shinyashiki - Psiquiatra e Consultor Organizacional
Fonte: Transcrito do livro: O sucesso é ser feliz - Editora Gente

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA