Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / VOVÔ AMA VOVÓ

ANTES DE TOMAR VIAGRA TOME CORAGEM!
publicado em: 22/06/2017 por: Lou Micaldas

"São Clemente dizia: "Nós não devíamos ter vergonha de falar sobre aquilo que Deus não teve vergonha de criar."
E por que ter vergonha?

O velho preconceito atua: se o sexo é considerado coisa feia, como é que se pode imaginar o vovô e especialmente a vovó fazendo isso?

Apesar de o sexo sofrer tanta censura, ele é uma força e por isso se impõe criando conflitos na sociedade e na família.
O que nos falta? EDUCAÇÃO. INFORMAÇÃO.

Saber, por exemplo, que a sexualidade existe e persiste ao longo de toda a vida.

Saber ainda que a sexualidade não se resume exclusivamente ao coito, à penetração do pênis. É mais, muito mais.
A pele de todo o nosso corpo é sensível ao toque.

Também é uma tremenda hipocrisia dizer-se que só com amor o sexo se justifica.

O ato sexual é um prazer que dispensa justificativa, mas atenção: não dispensa os devidos cuidados para se evitar as doenças sexualmente transmissíveis.

Todas as fases da vida são evolutivas. Tudo no universo evolui.

É verdade que algumas mudanças acarretam crises, mas crises são passageiras, senão não seriam crises.
Mulheres e homens sofrem com o fantasma do climatério.

O que é isso?

Climatério quer dizer crise. O climatério feminino é a menopausa. Os ovários não produzem mais óvulos e a mulher deixa de menstruar.

Que alívio! É um incômodo a menos.

Menopausa não é doença. É uma fase de transição.

Há uma queda na produção do hormônio feminino - o estrogênio - e a maioria das mulheres sente alguns desconfortos como insônia, dores nas costas, depressão, algumas têm aumento da pressão arterial, suores, ressecamento na mucosa vaginal etc.

Pra tudo existe solução e nada disso significa o fim da mulher. Pelo contrário é o início de uma nova fase e até para melhor.

O importante é procurar orientação médica. Conforme cada caso, poderá ser receitada a reposição hormonal que oferece uma sensível melhora.

Segundo os especialistas, favoráveis ao uso do estrogênio, ele rejuvenesce, reduz o risco de doenças cardíacas e combate a osteoporose (doença que aumenta a porosidade dos ossos).

Existem ainda terapias alternativas como yoga que, através de exercícios específicos, são capazes de eliminar os distúrbios da menopausa e ainda produzir efeitos benéficos ao corpo todo e à mente.

O ato sexual se torna doloroso quando há ressecamento da mucosa vaginal, causando ardência, ferimentos e até motivos de frigidez entre os parceiros.

Em qualquer farmácia, já existem produtos em forma de gel, à base de água transparente, que permitem uma agradável e discreta lubrificação íntima, facilitando a penetração do pênis.

O climatério masculino nem nome tinha, mas alguns cientistas o denominaram de andropausa, nome também já criticado por alguns.

O QUE É ISSO?

Há uma lenta diminuição do hormônio masculino, testosterona, produzido pelos testículos. O homem quando entra nesta fase, ejacula menos quantidade do que estava acostumado, a ereção se faz mais lenta e há uma diminuição do enrijecimento do pênis.

Mas não é o fim do homem e nada disso é sinal de impotência, nem atrapalha o desempenho sexual. Muitos homens se apavoram e é aí que reside o perigo.

O cérebro é o mais importante órgão sexual e a sexualidade é um jogo de confiança. Se a gente vai confiante, sentindo-se capaz de fazê-lo, certamente o fará.

O medo costuma ser, em muitos casos, o primeiro e único motivo para a impotência - disfunção erétil.
Antes de tomar viagra, ou similares, tome coragem.

O problema quase sempre é de fundo emocional. Não seja machista ignorante, vá em busca de um especialista que vai lhe apresentar os recursos adequados pra todas as suas dúvidas.

E, se for necessário, ele lhe dará as informações indispensáveis sobre o uso correto dos principais medicamentos para disfunção erétil, que não é exclusiva dos idosos.

ABAIXO O PRECONCEITO

Quanto desperdício de amor, quando o homem foge de uma relação com medo do "fracasso"!

Ele carrega a falsa idéia de que para sentir e dar prazer é indispensável um pênis bem duro seguido de penetração.

Quanto desperdício de felicidade, quando a mulher também se esconde de seu parceiro, com vergonha de seu corpo, de demonstrar tesão!

O jogo sexual já começa numa troca de olhar, nas mãos dadas, num abraço, num beijo e nas carícias nas partes mais sensíveis, chamadas erógenas.

Se o ato da penetração do pênis não for possível, a troca de masturbação é uma forma de carinho excitante e satisfatória para ambos.

Cuidado com as unhas! Elas devem estar curtas e bem limpas, principalmente, se houver a introdução do dedo na vagina.

Utilizar um lubrificante íntimo oferece mais conforto e prazer. É inodoro, transparente e solúvel na água.
Sejam cúmplices, mostrem-se como são, sem cerimônia.

Exponham-se e auxiliem-se nas suas dificuldades.

Amem! O amor em todas as suas formas é um dos sentimentos mais prazerosos que existe.
O prazer prolonga a vida.

E quando os parceiros sexuais não são disponíveis?

Aí, também a prática da masturbação substitui com êxito o ato sexual. E ainda podemos contar com inúmeros recursos vendidos em sex-shops que fazem a alegria de jovens, e por que não também a de idosos?
Para mais informações consulte o seu médico.

Revisão: Anna Eliza Führich

Autor(a): Lou Micaldas

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA