Logomarca Velhos Amigos
INFORMAÇÃO / VOVÔ AMA VOVÓ

EJACULAÇÃO PRECOCE E SEXO ORAL
publicado em: 27/11/2015 por: Netty Macedo

A ejaculação precoce, ou prematura, é um distúrbio sexual masculino muito comum. Acontece quando o parceiro perde o controle e alcança o orgasmo antes do momento desejado. Urologistas e psicoterapeutas concluíram que a ejaculação precoce é muito mais um distúrbio emocional do que orgânico.

A ansiedade e o estresse, causados por medo do fracasso, podem levar o homem a fugir da relação, agravando o problema. E cria-se um círculo vicioso: ansiedade, stress e ejaculação fora de controle.

CAUSAS
A mulher mais atirada pode provocar pânico em alguns homens e interferir na eficiência do ato sexual.
Os meninos, com medo de sofrer algum castigo, masturbavam-se rapidamente para chegar ao gozo. A urgência para ejacular ficou gravada na mente de muitos homens maduros que hoje sofrem de ejaculação prematura.

TRATAMENTOS
A Hipnose é possivelmente eficaz no tratamento deste mal. O método prolonga o tempo da ereção, oferecendo ao subconsciente orientação hipnótica, que apaga da memória a pressa adquirida na infância e na juventude.

A psicoterapia costuma resolver o problema em poucas seções. No caso do homem sofrer de depressão, o uso de antidepressivos tem sido receitado por psiquiatras quando todos os recursos naturais não produzem o efeito esperado.

A ejaculação precoce pode ser superada, desde que o casal se una para esclarecer e solucionar o problema, num papo franco e sem tabu.

A mulher suspeita que seu parceiro não sinta atração por ela, ou que seja egoísta, por gozar muito rápido, sem se importar com a insatisfação dela. Algumas partem pra brigas e acusações e outras se calam, com vergonha de cobrar, ou de dizer que não conseguem gozar. A crise conjugal se estabelece e os casais se sentem culpados e ao mesmo tempo vítimas. Antes que este problema aconteça, o homem deve reconhecer seu problema e se mostrar interessado em superá-lo. Gestos e palavras carinhosas, e o empenho em satisfazer a parceira, podem aliviar o sofrimento da mulher insegura e salvar o casamento.

A vida já é cheia de expectativas e cobranças fundadas em supostos direitos e deveres. Se levarem as tensões pra cama, a transa perderá o clima e o casal deixará fugir as sensações de prazer.

Ainda que não haja penetração, o homem pode superar a ansiedade, praticando o sexo oral aliado a outros gestos de amor: a carícia manual no clitóris, ao mesmo tempo em que recebe beijos e lambidas nos mamilos, levam a mulher ao êxtase. O toque da língua e dos lábios na vagina e no clitóris, enquanto as mãos acariciam os seios, proporcionam gozo intenso.

O homem necessita saber como agradar à mulher. Logo, cabe a ela orientá-lo, revelando as suas zonas erógenas.

Ela deve demonstrar prazer quando estiver chegando ao orgasmo. E o homem jamais deve interromper as carícias até que ela alcance o auge da satisfação. Ao gozar antes do seu parceiro, ela ficará cheia de tesão pra se doar a ele.

TÉCNICAS QUE PODEM DAR ÓTIMO RESULTADO.
Uma ereção mais demorada proporciona um orgasmo mais intenso. A técnica do "começa-e-pára" habilita o homem a manter a ereção por um período que será aumentado, gradualmente, conforme a tolerância: ele provoca a ereção através de automasturbação. Após conseguir, ele pára de se estimular até começar a perder a ereção; neste ponto, ele recomeça o exercício. O sucesso depende da persistência. O homem deve evitar o sentimento de fracasso, caso perca o controle e não consiga segurar a ejaculação nas primeiras tentativas. Aos poucos, ele se sentirá capaz de se manter estimulado por mais tempo até atingir o controle.

Nesse outro processo a participação da parceira é muito importante: peça a ela pra massagear carinhosamente o pênis até que alcance a ereção; quando perceber que está quase chegando ao orgasmo, peça que pare e aperte o pênis, firmemente, logo abaixo da glande (cabeça do pênis). O órgão voltará à posição de descanso. E vocês também. Repitam o exercício outras vezes. Depois de alguns minutos, comece a fazer os carinhos preliminares na sua companheira. Seja pródigo! Distribua todo o seu amor pra levá-la ao orgasmo. Você se sentirá mais relaxado e confiante. Provavelmente conseguirá o primeiro controle ejaculatório.
O ideal é que tudo isso seja praticado como um jogo divertido, cheio de “veneno”, sem fixação no resultado. O uso de camisinha ou de cremes anestésicos é um bom recurso para diminuir a sensibilidade e aumentar o tempo de duração do ato, mas não cura o mal. 

Se os problemas persistirem, o casal deve procurar a ajuda de um terapeuta. Conversem francamente com o profissional. Nada do que vocês falarem será novidade e ele não mistura religião com terapia. E a maioria dos problemas sexuais tem sua origem na repressão religiosa e nos ultrapassados conceitos de moral.

O ato sexual é fonte de prazer tão natural que não deveria ser tratado como se fosse pecado. Não desanime, mesmo que julgue o seu caso insolúvel.

Para os especialistas este é um distúrbio geralmente curável.

Vamos acabar com o preconceito em relação aos Sex-Shops.
Essas lojas possuem excelentes recursos que podem proporcionar sexo seguro e oferecem mecanismos que evitam a ejaculação precoce, dispositivos para estimular a excitação, tanto da mulher como do homem e, ainda, elementos destinados a pessoas solitárias, a fim de que satisfaçam suas necessidades sexuais.

Revisão: Anna Eliza Führich

Autor(a): Maria de Lourdes Micaldas

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SUA OPINIÃO SOBRE ESTA MATÉRIA

 

 

 

 

 


VOLTAR
AO TOPO DA
PÁGINA